Do manto do time à barbearia, Procon-MS indica opções para o Dia dos Pais

Do manto do time à barbearia, Procon-MS indica opções para o Dia dos Pais

12 de agosto de 2023 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Defesa do Consumidor Kleber Clajus 12/agosto/2023 5:10 am Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Falta pouco para celebrar o Dia dos Pais, neste domingo (13), mas quem pretende presentear com uma camisa do time do coração ou aquele cuidado especial na barbearia precisa correr.

Para auxiliar nesse processo o Procon/MS (Secretaria-Executiva de Orientação e Defesa do Consumidor), instituição vinculada à Sead (Secretaria de Estado de Assistência Social e dos Direitos Humanos), elaborou pesquisa sobre esses itens. Estabelecimentos comerciais foram visitados entre os dias 3 e 8 de agosto, contudo os valores podem ter sofrido variação.

Para torcer

Quatro de dez empresas pesquisadas tinham disponíveis as camisas oficiais, licenciadas e de treino para venda. Os dados consideram a variação de preços entre opções no comércio local e nas redes de lojas de artigos esportivos.

Dentre os mantos oficiais brasileiros, São Paulo, Santos, Flamengo, Fluminense, Cruzeiro e Internacional tem o item vendido por R$ 349,99, enquanto Corinthians e Vasco por R$ 299,99.

Se considerados times europeus como o Barcelona e Paris Saint-Germain, haverá necessidade de um desembolso 14% maior que o das equipes nacionais, ou seja, o valor fica em R$ 399,99.

No caso das camisas licenciadas, o Vasco representa a camisa mais cara (R$ 154,90), enquanto o Palmeiras a mais em conta (R$ 69,99).

Cuidado especial

Agora se a ideia é garantir um visual mais moderno nesse dia especial, vale apostar nos combos de serviços ofertados pelas onze barbearias pesquisadas.

No caso de relaxamento de cabelo e barba, indicado para alisar e reduzir volume, a variação de preços chega a 300%. Isso ao considerar valor de R$ 120 aplicado no Bairro São Francisco, ante os R$ 30 cobrados em barbearia no Lar do Trabalhador.

A menor variação, de 53,85%, está em combo de cabelo e barba, onde é possível encontrar o serviço por R$ 65 nos bairros Planalto e Buriti, assim como no São Francisco por R$ 100.

Orientação

Todos os dados estão disponíveis para consulta no site do Procon/MS. A instituição recomenda que o consumidor exija a emissão de nota fiscal pelo produto ou serviço adquirido. Isso porque é um item essencial, caso haja necessidade de se formalizar uma reclamação junto a empresa ou aos órgãos de proteção e defesa do consumidor.

Também é preciso se informar sobre as condições de troca do produto. Quando realizada por gosto ou tamanho, no caso de vestuário, a loja não é obrigada a fazê-lo, a menos que no ato da venda tenha se comprometido com o cliente a realizar o processo. Vale lembrar que etiquetas devem ser mantidas na peça.

Se houver defeito, há um prazo de 30 dias para solução do problema com a troca do produto, devolução do valor pago ou mesmo abatimento proporcional. O prazo deixa de existir somente quando o produto é de uso essencial ou quando o defeito compromete as características ou valor do bem adquirido.

Compras pela internet tem previsto sete dias para se arrepender, a contar da data da aquisição ou recebimento do produto. A desistência deve ser formalizada por escrito e se o item chegou será necessário devolvê-lo para receber o valor pago de volta, inclusive o frete.

Para todas as demais dúvidas, registro de denúncias e reclamações os consumidores tem suporte do Procon/MS por meio do Disque Denúncia 151 e formulário de reclamação no site: www.procon.ms.gov.br. No enderenço eletrônico também é possível consultar a unidade de atendimento presencial mais próxima na Capital e interior do Estado.

Kleber Clajus, Comunicação Procon
Foto: Divulgação


Compartilhar