Educação Fiscal, doação de sangue e cadastro de medula um arranjo para entender a cidadania

Educação Fiscal, doação de sangue e cadastro de medula um arranjo para entender a cidadania

10 de maio de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Solidariedade Paulo Massaharu Yafusso 09/maio/2022 4:47 pm Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Secretaria de Estado de Fazenda – SEFAZ/MS, por meio da Unidade de Educação Fiscal e Hemocentro Coordenador – HEMOSUL, em parceria com o Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual de Mato Grosso do Sul – SINDIFISCO, Sindicato dos Fiscais Tributários do Mato Grosso do Sul – SINDIFISCAL, DIGIX soluções para a Gestão Pública e UNISAÚDE lançam o Projeto Invista na vida, seja um doador de sangue e cadastro de medula óssea: Quanto custa uma doação?, em live transmitida amanhã (dia 10), às 10h, no canal do youtube da Educação Fiscal do MS.

O projeto surgiu diante da necessidade das campanhas para manter os estoques de sangue sempre abastecidos e não apenas quando necessário. A iniciativa veio do servidor Luiz Carlos Farias, que buscou o Hemocentro voluntariamente para fazer coleta e quando passou pelos exames viu que não estava apto, motivando-o a buscar doadores dentro da Secretaria de Fazenda.

Com apoio da Unidade de Educação Fiscal, Luiz Carlos e o servidor Edvaldo Cajé, deram início a campanha de doação. A primeira ação ocorreu no prédio da SEFAZ/MS, localizado na rua João Pedro de Souza, com 60 pessoas aptas, no qual resultou em grande êxito, considerando que uma única doação pode salvar quatro vidas. O que chamou a atenção dos gestores para a transformação em projeto.

A Unidade de Educação Fiscal observou que além de campanha humanitária o evento é oportuno para discutir Educação Fiscal com servidores públicos e trabalhadores terceirizados da Sefaz.

“Em tempos que requerem criatividade, humanismo e educação para a paz é preciso unir a luta para salvar vidas e buscar compreender o contexto de financiamento de políticas públicas, no caso, o financiamento da saúde e o papel dos tributos”, frisa Carlos Antunes – Chefe da Unidade de Educação Fiscal

Foram programados cinco ações em locais diferentes durante o ano, ocorrendo a cada dois meses. Em cada etapa é criado um grupo composto por aqueles que voluntariamente desejarem participar do projeto. Assuntos relacionados as temáticas são abordadas de forma lúdica e simples e as pessoas se vem tentadas a opinarem e interagir, a partir de experiências vivenciadas sobre Educação Fiscal, doação de sangue e cadastro de medula óssea.

Com o olhar voltado para além da importância de criar uma cultura da doação como ação de solidariedade e amor ao próximo, apresenta-se a reflexão sobre a aplicação dos recursos vindos dos tributos, pagos por si e a importância de exercer a cidadania e o chamado controle social.

Quanto custa a ação a partir da coleta até chegar ao paciente em hospital da capital ou do interior? Quem paga? Como os recursos são destinados? O grupo busca construir as respostas de forma conjunta. O que torna este trabalho de Educação Fiscal inédito.

O próximo evento ocorrerá no dia 19 de maio, no período matutino, na rua 7 de setembro, local que abriga vários setores da Secretaria da Fazenda. Os responsáveis pela organização já contam com 70 inscritos para doação de sangue e possivelmente, cadastro de medula óssea.

Larissa Paraguassu, Sefaz


Compartilhar