Em 2021, quase 44% das pessoas solicitaram empréstimo pela primeira vez através de uma instituição financeira online

28 de janeiro de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Levantamento ainda mostra que pagamento de dívidas é o principal fator que os levaram a pedir crédito pessoal este ano

A Provu, fintech especializada em meios de pagamento e crédito pessoal, realizou um levantamento com mais de 4 mil participantes que solicitaram empréstimos na plataforma da fintech durante o ano de 2021 e o que as motivaram. Segundo dados coletados, 43,2% deles declaram ser a primeira vez que pediram crédito pessoal na vida e escolheram uma instituição financeira totalmente online para isso. Em 2020, esse número era de 71%. “O ano de 2020 foi de muitas mudanças e inconstâncias no mundo, afetando diretamente a economia do País. Muitos brasileiros sentiram isso no bolso e recorreram a empréstimos pessoais para tentar reverter situações cotidianas. Inclusive, de acordo com dados do IBGE, cerca de seis milhões de pessoas solicitaram empréstimos no período de pandemia de 2020”, comenta Marcelo Ramalho, CEO da Provu. 

Quando perguntados sobre porque escolheram uma plataforma digital, 40,5% responderam que acham mais fácil do que ir até uma agência bancária ou loja; já 25,1% apontarem que não conseguiram empréstimo no banco em que têm conta; e 24,1% disseram que escolheram a Provu porque as taxas são melhores. Também foi possível constatar que 44,5% das solicitações foram feitas no último trimestre do ano, 27,9% no terceiro; 16,1% no segundo; e 11,5% no primeiro trimestre. 

Entre os principais motivadores que os levaram a solicitar o empréstimo, Pagamento de Dívidas foi apontado por 39,8% dos respondentes; Investimento em Empresa foi 17,5% e Reforma da Casa motivou 12,1%. Em 2020, as motivações foram semelhantes: 36,4% pediram para Pagamento de Dívidas; 13,9% para Melhorias e Reformas em Casa; e 13,8% para Investimento em Empresa. 

A Pandemia e as consequências causadas por ela levou 60% dos solicitantes a procurar a Provu para suprir uma perda parcial de renda (37,2%); perda total de renda (15,5%); ou compra de itens necessários para o momento, como móveis e utensílios para trabalhar em casa (13,4%). Quando comparado com dados coletados em 2020, 45,4% solicitaram para suprir a perda de renda parcial; 15,9% para perda total de renda; e 13,9% para compra de itens necessários. 

“Foi mais um ano de desafios, mas também de esperança com o avanço da vacinação por todo o País. O período de pandemia está mexendo com a renda da população, segundo dados da FGV, a renda média dos brasileiros caiu 9,4% quando comparado com final de 2019. Aqui na Provu trabalhamos para ampliar o acesso ao crédito – seja para completar renda, sair de dívidas abusivas ou realizar desejos- com taxas justas e personalizadas ”, comenta Ramalho. 

Sobre a Provu

A Provu é a fintech que vive o Brasil e o sonho dos brasileiros. Nasceu com o propósito de revolucionar o acesso ao crédito e amparar os clientes com soluções financeiras para que possam realizar seus planos, saírem de dívidas abusivas e consigam ter poder de compra. A fintech conta com um time de 300 profissionais espalhados por todo o Brasil e já atendeu mais de 90 mil clientes, oferecendo mais de R$ 750 milhões em crédito. Atualmente a empresa conta com dois produtos: Seguindo o  conceito de Buy Now Pay Later, que está em crescimento no mundo, o Provu Parcelado tem baixa taxa de juros, permite compras em até 24x e é ideal para os lojistas que podem oferecer aos seus clientes mais uma forma de pagamento. Isso ajuda na conversão de novos clientes e a aumentar o tíquete médio de compras. Com ele o consumidor compra um produto e paga em parcelas via boleto e o lojista recebe o valor total da compra, sem tarifas ou taxas. Já o Provu Empréstimo Pessoal, produto carro chefe que oferece crédito entre R$ 2,5 mil e R$ 50 mil de forma 100% digital, sem garantias e com taxas justas e personalizadas.

VCRP Brasil


Compartilhar