Embrapa lança Consórcio Certo Matopiba e recebe premiação da Assembleia Legislativa na Agrotins

Embrapa lança Consórcio Certo Matopiba e recebe premiação da Assembleia Legislativa na Agrotins

15 de maio de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Foto: Rodrigo Munhoz

A abertura da 22ª Agrotins 2022 no último dia 11 foi também um dia marcante para a Embrapa Pesca e Aquicultura (Palmas-TO). Durante a cerimônia de inauguração do evento, o pesquisador do centro de pesquisa Daniel Fragoso foi agraciado pela Assembleia Legislativa com a Comenda do Mérito do Agronegócio do Estado do Tocantins. Além da premiação recebida, a Embrapa Pesca e Aquicultura lançou o Consórcio Certo Matopiba – um conjunto de recomendações para implementação e manejo do consórcio do milho de segunda safra e o capim.   

A premiação de Fragoso ocorreu devido ao seu trabalho na estruturação da Organização Estadual de Pesquisa Agropecuária  –  Unitins Agro – além de pesquisas sobre a cadeia produtiva do arroz no Tocantins, que é o terceiro estado de maior produção do grão. Para o pesquisador, nascido em Formoso do Araguaia (TO), ter o nome indicado e escolhido em um contingente de centenas de cientistas atuantes hoje no estado do Tocantins, representa, além do reconhecimento, uma grande honraria. “Fiquei muito feliz e compartilho o mérito com meus colegas de equipe, da Embrapa e instituições parceiras, pois não fazemos nada sozinho”, diz o engenheiro agrônomo, mestre e doutor em Entomologia pela Universidade Federal de Viçosa e ex-professor visitante da Universidade Estadual do Kansas – EUA.  

Já o Consórcio Certo Matopiba foi lançado para proporcionar alta produtividade de grãos e ainda oferecer uma planta forrageira que contribuirá para o aporte de biomassa no solo, trazendo uma série de benefícios ao sistema de produção. Além disso, a tecnologia é totalmente adaptada para climas tropicais, especialmente para a região do Matopiba (que abrange os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). 

“Fazer o uso de plantas de cobertura e aporte de biomassa é uma estratégia importante para que se tenha resiliência e alta produtividade num sistema de produção agrícola sustentável para essas condições (adversas de plantio)”, explica Rodrigo Estevam Munhoz de Almeida, pesquisador da Embrapa Pesca e Aquicultura. Segundo o pesquisador, é possível manter a mesma produtividade de uma lavoura de milho solteiro, com o ganho adicional da implantação de um capim, a partir do uso das técnicas recomendadas do Consórcio Certo Matopiba. 

As recomendações de manejo do Consórcio Certo Matopiba  são o resultado de pesquisas realizadas in loco nas regiões de fronteira agrícola: um resumo de adaptações para que esse sistema seja bem implantado nessas condições. Pela técnica, o produtor pode optar por algumas formas de implantação de capim no meio do milho. A condução da lavoura tem que ser de alto padrão, favorecendo o desempenho da cultura do milho para que a planta possa sombrear e sobressair em relação ao capim, durante o período de coexistência, para que a produção de grãos seja garantida. 

Elisângela Santos (19.500 MTb-RJ)
Embrapa Pesca e Aquicultura

Contatos para a imprensa
pesca-e-aquicultura.imprensa@embrapa.br
Telefone: (63) 3229 7834


Compartilhar