Escola Sesi disputa etapa regional da Olimpíada Brasileira de Robótica na capital

Escola Sesi disputa etapa regional da Olimpíada Brasileira de Robótica na capital

25 de agosto de 2023 Off Por Marco Murilo Oliveira
Compartilhar

A Escola Sesi participa, neste fim de semana em Campo Grande, da etapa regional da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) 2023. A competição será disputada no ginásio Moreninho, no campus da UFMS, e deve contar com cerca de 100 equipes com alunos das redes pública e privada de ensino de 17 municípios sul-mato-grossenses. As sete unidades da Escola Sesi no Estado enviaram ao todo 17 equipes ao torneio. A entrada no evento é gratuita e aberta ao público.

Na edição 2022 da etapa regional, as equipes TechVikings, da Escola Sesi de Naviraí, e Capitech, da Escola Sesi de Campo Grande, ficaram com o título das principais categorias em disputa. Giovana Gonçalo Gazoto, da TechVikings, conta que a equipe treinou diariamente nos últimos meses para defender o título na capital.

“Estamos confiantes e bem preparados, mas com um pouco de medo. Esse ano está mais concorrido, com mais equipes inscritas”, disse.

Luiz Miguel Penteado Ferreira, do 3º ano do ensino médio, compete pela Tupitech. Desde 2017 envolvido com a robótica na Escola Sesi de Corumbá, o estudante quer fazer bonito na arena em sua despedida dos torneios escolares – pelo menos a despedida como competidor.

“Já tenho medalhas nas modalidades FLL, FTC e OBR. Vou em busca de ganhar mais prêmios e fechar com chave de ouro esse torneio. A robótica tem um espaço no meu coração. Quem sabe quando terminar os estudos eu possa trabalhar como juiz de torneios nas seletivas, rodando o Brasil e o mundo”, contou Luiz Miguel.

Sobre a Olimpíada Brasileira de Robótica

A OBR é o maior evento de robótica da América Latina e tem como objetivo estimular os estudantes da educação básica às carreiras científico-tecnológicas, além de classificar equipes para a RoboCup, maior competição de robótica do mundo. A Olimpíada é dividida em duas modalidades: prática e teórica. A primeira acontece por meio de competições regionais que classificam as equipes para a etapa nacional, enquanto que a teórica é realizada nas escolas.

Na modalidade prática, robôs autônomos, desenvolvidos pelas equipes de estudantes, devem realizar uma operação de resgate sem qualquer interferência humana em um terreno com obstáculos. O robô deve ser ágil para superar os campos irregulares, desviar de escombros e subir montanhas para conseguir salvar as vítimas de um desastre.

A competição possui três níveis: o nível 0, para estudantes do 1º ao 3º ano do ensino fundamental; nível 1, para estudantes do 1º ao 8º ano do ensino fundamental e o nível 2, para estudantes do 8º ao 9º ano do ensino fundamental e todos os anos do ensino médio ou técnico. Os alunos competem com tutoria de professores ou cientistas.

Foto: Divulgação

Etapa regional

Nesta etapa, participam equipes de estudantes e professores dos municípios de Água Clara, Amambai, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Bonito, Campo Grande, Chapadão do Sul, Corumbá, Coxim, Dourados, Japorã, Jardim, Maracaju, Naviraí, Ponta Porã, Terenos e Três Lagoas.

Confira a programação:

Sexta-feira (25/08)

8h – Recepção e credenciamento das equipes

9h – Reunião com juízes, tutores e organizadores

10h30 – Sorteio da ordem das equipes para a primeira rodada

13h – Primeira rodada (nível 1)

15h30 – Segunda rodada (nível 2)

18h – Encerramento

Sábado (26/08)

8h – Apresentação das equipes do nível 0

9h – Segunda rodada (nível 1)

10h – Segunda rodada (nível 2)

13h30 – Final (nível 1)

15h – Final (nível 2)

17h30 – Premiação e encerramento

FIEMS


Compartilhar