FERRERO REAFIRMA SEU COMPROMISSO SOBRE ÓLEO DE PALMA RESPONSÁVEL ATRAVÉS DE NOVA “CARTA DE ÓLEO DE PALMA”

8 de junho de 2021 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Ao atualizar as metas traçadas em 2013 buscando benefícios ambientais, econômicos e sociais em toda a cadeia de valor do óleo de palma da Ferrero, a nova Carta aborda desafios que envolvem fornecedores e vão além dos altos padrões de certificação

São Paulo, 8 de junho do ano 2021 – O Grupo Ferrero apresenta sua nova Carta do Óleo de Palma, em que descreve sua ambição em conquistar uma indústria de óleo de palma que seja boa para as pessoas e para a natureza. A primeira Carta de Óleo de Palma foi anunciada em 2013 e serviu como um impulsionador para o desenvolvimento de uma cadeia de fornecimento de óleo de palma responsável – um compromisso público que leva em consideração os valores essenciais da empresa e sua estratégia de sustentabilidade. 

Com base na contínua jornada de aprendizagem da empresa e nas percepções geradas pela estreita relação com colaboradores de todos os níveis, fornecedores, ONGs e parceiros acadêmicos, a Ferrero fortalece ainda mais os compromissos e progresso. A nova Carta foi desenvolvida em parceria com a Earthworm Foundation, uma organização sem fins lucrativos focada na melhoria da cadeia de valores.

A Ferrero obtém óleo de palma sustentável 100% certificado pela RSPO (Roundtable on Sustainable Palm Oil), segregado e rastreável até as plantações: uma meta atingida em 2015, tornando-se uma das primeiras empresas globais a fazê-lo. O grupo trabalha com uma abordagem que vai além do alto padrão de certificação. A Ferrero é membro ativo no POIG (Palm Oil Innovation Group) e na HCSA (High Carbon Stock Approach), duas das iniciativas de sustentabilidade de maior valor atualmente disponíveis para a indústria.

Como parte dessa abordagem, a nova Carta descreve outras ações, expondo três áreas estratégicas identificadas como críticas, onde as questões ambientais e sociais estão muitas vezes profundamente enraizadas, complexas e conectadas:

· Direitos Humanos e Práticas Sociais:

A Ferrero acredita na importância de construir uma cadeia de valor do óleo de palma mais justa e inclusiva, exigindo que os fornecedores tomem as medidas adequadas para prevenir qualquer forma de exploração, condições de vida ou de trabalho indecentes. O Grupo está indo além desses direitos essenciais, ajudando os pequenos proprietários a construir resiliência em face da volatilidade ambiental e econômica – bem como melhores condições de trabalho – por meio da colaboração com governos locais, ONGs e cientistas.

· Proteção Ambiental e Sustentabilidade:

A Ferrero está empenhada em ter uma cadeia de valor do óleo de palma que não apenas respeite o meio ambiente, mas também se torne um impulsionador positivo para regenerar a biodiversidade, os solos e os sistemas hídricos. Entre as iniciativas nesta área de foco, o Grupo se compromete com uma cadeia de abastecimento “sem desmatamento” que inclui o plantio de turfa, nenhum uso de fogo para limpar terras e a garantia da proteção de florestas e habitats naturais. Além disso, usa o Sistema de Monitoramento por Satélite Starling para identificar desmatamento potencial em cerca de um milhão de hectares de sua cadeia de suprimentos.

· Transparência do fornecedor:

A Ferrero trata as questões acima promovendo uma abordagem de responsabilidade compartilhada totalmente transparente em toda a cadeia de valor, bem como exigindo que todos os fornecedores sigam os padrões do Grupo. E faz isso compartilhando a lista de fornecedores das quais obtém o óleo de palma a cada seis meses; as listas mais recentes relacionadas ao segundo semestre de 2020 podem ser encontradas aqui. A Ferrero vai além com práticas como a publicação de um plano de ação e um relatório anual de progresso medido em relação às metas delineadas no Estatuto e disponibiliza uma “Linha Direta de Integridade” para receber confidencialmente quaisquer queixas ou casos de não conformidade em potencial.

Além disso, após aquisições recentes, a Ferrero deu as boas-vindas a novos produtos na família ampliada do Grupo e atualmente está trabalhando para integrá-los à cadeia de abastecimento, elevando-os aos padrões gerais de fornecimento de óleo de palma responsáveis da Empresa.

“Na Ferrero, adotamos uma abordagem de melhoria contínua em nossa cadeia de valor e entendemos os desafios ambientais e sociais vinculados à indústria do óleo de palma; é por isso que reafirmamos com orgulho nossos compromissos com o abastecimento responsável de óleo de palma por meio de nossa nova Carta. Esperamos continuar nossa jornada de aprendizado e ir além dos altos padrões de certificação com ações concretas que contribuam para uma indústria mais sustentável”, afirma Marco Gonçalves, Diretor de Aquisições e Avelãs da Ferrero.

“Damos as boas-vindas a esta carta atualizada por três razões: Em primeiro lugar, porque se baseia na implementação bem-sucedida de compromissos anteriores e, portanto, associa palavras a ações. Em segundo lugar, a Ferrero está demonstrando seu compromisso em impulsionar a excelência ambiental e social ligada a fortes valores essenciais e mudanças de longo prazo. Finalmente, esta Carta irá inspirar outras empresas a elevar seus próprios padrões, uma vez que a alavancagem e a ação coletiva permanecem críticas para dimensionar o impacto além da cadeia de suprimentos de uma empresa”, declara Bastien Sachet, CEO da Earthworm Foundation.

Dentro desta estrutura e olhando para o futuro, a Ferrero exalta as próximas propostas da Comissão Europeia sobre Diligência Obrigatória e a nova legislação para minimizar o risco de desmatamento e degradação florestal associados a produtos distribuídos em toda a União Europeia. A Ferrero acredita que uma legislação eficaz da UE é urgentemente necessária para resolver estas questões e estabelecer condições de concorrência equitativas para ingredientes mais sustentáveis. Por meio de uma declaração pública assinada por mais de 40 empresas em 25 de maio de 2021, a Ferrero estendeu seu apoio a uma lei da UE eficaz que abordará o desmatamento global impulsionado pela UE.

“Nossa nova Carta do Óleo de Palma é um exemplo do compromisso e das ações da Ferrero em relação ao fornecimento responsável de óleo de palma. Mas é necessária uma mudança em todo o setor. Nesse espírito, acreditamos que as regras adequadas da UE aplicáveis a todas as empresas relevantes – juntamente com a estrutura de cooperação certa com os países produtores – podem mudar o jogo na condução da transformação sistêmica da cadeia de abastecimento de óleo de palma, bem como na prevenção de impactos ambientais e de direitos humanos negativos”, diz Francesco Tramontin, Vice-Presidente, Centro de Políticas Públicas do Grupo Ferrero e Assuntos Institucionais da UE.

Sobre o Grupo Ferrero

A Ferrero começou sua história na pequena cidade de Alba no Piemonte, Itália, em 1946. Hoje, com um faturamento consolidado de mais de 12,3 bilhões de euros, a Ferrero está entre os líderes do mercado de Sweet Packaged Foods em todo o mundo.

O Grupo Ferrero está presente em todo o mundo com mais de 37.000 pessoas e 31 unidades de produção. A Ferrero é a produtora de muitos ícones da marca que são amados geração após geração, incluindo Nutella, Ferrero Rocher, Tic Tac, Kinder e Raffaello, que estão presentes e são vendidos em mais de 170 países.

Para mais informações, acesse: www.ferrero.com.br e www.ferrerosustainability.com


Compartilhar