Grupo Prole apresenta o infantil Era Uma Vez um Tirano nos Teatros CEU São Miguel, Cacilda Becker, Paulo Eiró, Alfredo Mesquita e Flávio Império 

Grupo Prole apresenta o infantil Era Uma Vez um Tirano nos Teatros CEU São Miguel, Cacilda Becker, Paulo Eiró, Alfredo Mesquita e Flávio Império 

19 de maio de 2024 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Inspirada no livro homônimo de Ana Maria Machado, a adaptação tem direção de Bete Dorgam e traz no elenco Angela Ribeiro / Katia Naiane, Bruna Aragão, Fernanda Assef, Sidney Santiago / Diego Garcias e Alexandre Mello (música ao vivo)

PROJETO CONTEMPLADO PELA 18ª EDIÇÃO DO PRÊMIO ZÉ RENATO DE TEATRO DA SECRETARIA DA CULTURA

Foto: Marcello Vitorino

Baixe aqui fotos de divulgação

Baixe vídeos do espetáculo: trecho 1, trecho 2 e trecho3

Encenado pela primeira vez em 2018, o espetáculo infantil Era Uma Vez um Tirano, do Grupo Prole de Teatro, adaptou para o palco o livro homônimo de Ana Maria Machado e foi indicado naquele ano ao Prêmio São Paulo, na categoria de melhor adaptação. O livro foi escrito em 1982 durante a reabertura política nos últimos anos da ditadura militar no Brasil. E, agora, 60 anos depois do golpe de 64, o projeto do Grupo Prole contemplado pela 18ª Edição do Prêmio Zé Renato de Teatro da Secretaria da Cultura volta aos palcos e realiza 24 apresentações gratuitas na cidade de São Paulo entre maio e agosto.

*

A circulação começa nos teatros CEU São Miguel (dia 16 de maio), Teatros Cacilda Becker (de 25 de maio a 2 de junho), Paulo Eiró (de 15 a 23 de junho), Alfredo Mesquita (de 29 de junho a 7 de julho) e Flávio Império (nos dias 12 e 19 de julho). 

Além das apresentações seguidas de debate, cada espaço receberá uma oficina gratuita de jogos teatrais para adultos e crianças. E a versão online da peça será disponibilizada gratuitamente no youtube do Grupo Prole ao longo de três meses.

O livro de Ana Maria Machado foi publicado em 1982 pela editora Salamandra e fez tanto sucesso que ganhou até uma leitura dramática em 2002, na Alemanha, pela Berliner Ensemble, companhia do dramaturgo Bertolt Brecht. A montagem brasileira é considerada o primeiro trabalho do Grupo Prole para o público infantil. 

Uma imagem contendo Código QR  Descrição gerada automaticamente

A direção é de Bete Dorgam, e a montagem traz no elenco Angela Ribeiro / Katia Naiane, Bruna Aragão, Fernanda Assef, Sidney Santiago / Diego Garcias e música ao vivo realizada por Alexandre Mello.

A peça conta a história de três crianças que criativamente conseguem acabar com a tirania que muda a vida dos habitantes e atrapalha a liberdade das pessoas, uma reflexão lúdica sobre política e cidadania. Utilizando da imaginação da plateia e da brincadeira proposta pelos atores, os personagens vão sendo criados em cena com a trilha sonora ao vivo do compositor Alexandre Mello e a iluminação de Felipe Tchaça, que dão o tom dessa grande brincadeira entre artista e plateia.  

“As proibições do Tirano, lembradas no livro, estavam na memória recente de todos. E não vigoravam apenas no Brasil, mas em vários outros países vizinhos. Minha proposta para vencer a situação era simbólica, naturalmente. Mas tinha a ver com o caminho em que eu acreditava: uma festa feita com a união de toda a nação, nas suas diferentes etnias e gerações, com os recursos da memória e da criatividade artística, e com a pureza e coragem das crianças”, relata a autora Ana Maria Machado em texto publicado na segunda edição do livro.  

Ao encenar este texto, o Grupo Prole propõe refletir junto ao público sobre assuntos que tanto preocupam e permeiam discussões contemporâneas – democracia, acesso à arte, direitos do cidadão, liberdade de expressão, a importância do diálogo entre pessoas que têm ideias diferentes, entre outras.  Para contar esta história de assuntos tão adultos e que se refere a um período político da nossa história tão complexo, a encenação joga com a imaginação das crianças e da brincadeira de atores que vão criando personagens e cenários.  

Neste jogo o elenco se coloca ludicamente diante não apenas dos efeitos da tirania, mas também diante do desejo de ser o tirano. “Isso nos leva a pensar também sobre as pequenas tiranias e radicalismos que cometemos. E como somos individualmente responsáveis por, em nossas ações sociais, cuidar do espaço público e dos direitos democráticos. Não através do ódio, mas do diálogo e do respeito ao direito de pensar e ser diferente.”, explica a produtora Fernanda Assef.  

Sobre o Grupo Prole

O Grupo Prole foi fundado em 2005, pelas atrizes e produtoras Fernanda Assef e Bruna Aragão. Desde sua fundação o grupo se dedicou a pesquisa da dramaturgia brasileira e o diálogo de grandes escritores nacionais com a realidade sócio-política do país e nossas angústias como artistas e cidadãos. 

“Era uma Vez um Tirano” é o primeiro teatro infanto-juvenil do grupo que encenou as peças “Homens de Papel” de Plínio Marcos, com direção de Sérgio Audi (em cartaz em São Paulo entre 2006 a 2010), e “Boca de Ouro” de Nelson Rodrigues, com direção de Flavia Pucci (com temporadas em São Paulo, capital e interior, e Rio de Janeiro entre 2012 e 2016). Em 2018 estreia “Era uma vez um tirano” adaptação de obra de Ana Maria Machado com direção de Bete Dorgam. 

Saiba mais sobre a companhia em https://www.grupoprole.com.br/

Histórico do espetáculo

O espetáculo que estreou em outubro de 2018 no Centro Cultural São Paulo e ficou entre os pré-finalistas do segundo semestre do Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem na categoria Melhor Texto Adaptado. Em 2019 a peça fez temporada no SESC Santo André, no SESC Consolação e no SESC Itaquera. 

O espetáculo foi contemplado pelo Proac 07/2019 “Circulação de espetáculos infanto-juvenil” e, a princípio,  realizaria 8 apresentações em 8 cidades do interior e litoral do Estado de São Paulo. Com a pandemia 7 destas apresentações foram substituídas por criação e exibição de versão online da peça. A “peça online” foi divulgada para escolas das 8 cidades além de nacionalmente. A versão teve mais de 500 visualizações e a equipe artística dialogou via zoom com diversos convidados sobre a montagem.

Em 2021, além de algumas apresentações online no primeiro semestre, a peça voltou a fazer apresentações presenciais no mês de outubro no SESI- Tatui e SESI – Votorantim, através do Edital EXTRA Sesi de Cultura. E em 2022, ainda junto ao SESI o espetáculo se apresentou nas cidades São Carlos, Itu, Guarulhos, Osasco, Mogi Guaçu e Araras, todas no interior de São Paulo. Ainda em 2022 realizou 6 apresentações gratuitas em escolas  no XI Festival de Teatro Estudantil em São Roque no interior de São Paulo.

Em 2023 a peça realizou 9 apresentações na periferia de São Paulo, capital, junto a Secretaria de Educação no “Mês de Declaração dos Direitos Humanos e Pluralidade Cultural” nos Céus Parque São Carlos, Tremembé, Vila Curuça, Lajeado, Parque Novo Mundo, Inácio Monteiro, Pinheirinho, São Miguel e Taipas. No final do mesmo ano o projeto foi contemplado pelo 18º Prêmio Zé Renato e fará 24 apresentações nas 5 regiões da capital.

Ficha Técnica:

Grupo Prole de Teatro apresenta:

Era uma vez um Tirano…

de Ana Maria Machado

Direção

Bete Dorgam

Adaptação do texto

Grupo Prole

Elenco

Angela Ribeiro, Bruna Aragão, Fernanda Assef e Sidney Santiago

Stand in: Katia Naiane e Diego Garcias

Música ao vivo e Direção Musical

Alexandre Mello  

Cenário e figurino

Grupo Prole

Iluminação

Felipe Tchaça

Técnico de som e músico stand in

Danilo Pinheiro 

Assistência de direção

Katia Naiane

Sinopse

As pessoas viviam felizes no seu país. Cantavam, trabalhavam, conversavam, discutiam e tinham ideias. Até que apareceu um certo tirano, que resolveu mudar tudo e atrapalhar a liberdade dessas pessoas. Reclamou das cores e até das estrelas. Se não fossem aquelas crianças…

Serviço

APRESENTAÇÕES

Era Uma Vez Um Tirano, do Grupo Prole

Ingressos: grátis, distribuídos uma hora antes de cada sessão

Classificação: LIVRE

Duração: 45 minutos

*cada apresentação será seguida de debate com a equipe artística

CEU São Miguel

Quando: 16 de maio, quinta-feira, às 10h e às 14h

Endereço: R. José Ferreira Crespo, 475 – Jardim São Vicente

Teatro Cacilda Becker

Quando: 25 de maio a 2 de junho, aos sábados e domingos, às 16h

Endereço: R. Tito, 295, Lapa

Teatro Paulo Eiró

Quando: 15 a 23 de junho, aos sábados e domingos, às 16h

Endereço: Av. Adolfo Pinheiro, 765, Santo Amaro

Teatro Alfredo Mesquita

Quando: 29 de junho a 7 de julho, aos sábados e domingos, às 16h

Endereço: Av. Santos Dumont, 1770, Santana

Teatro Flávio Império

Quando: 12 e 19 de julho, às sextas-feiras, às 15h

Endereço: R. Prof. Alves Pedroso, 600, Cangaíba

***

OFICINAS

Explorando a Arte dos Jogos Teatrais: Oficinas de Empatia e Trabalho em Grupo para Crianças e Adultos 

Ingressos: grátis. inscrições pelo email grupo.prole@gmail.com. Enviar nome e idades dos participantes e colocar no título do email “OFICINA JOGOS TEATRAIS – local e data”

Classificação: Livre 

Duração:  60 minutos

Teatro Cacilda Becker

Quando: 1º de junho, sábado, às 17h30

Endereço: R. Tito, 295, Lapa

Teatro Paulo Eiró

Quando: 22 de junho, sábado,  às 17h30

Endereço: Av. Adolfo Pinheiro, 765, Santo Amaro

Teatro Alfredo Mesquita

Quando: 6 de julho, sábado, às 17h30

Endereço: Av. Santos Dumont, 1770, Santana

Teatro Flávio Império

Quando: 19 de julho, sexta-feira, às 16h30

Endereço: R. Prof. Alves Pedroso, 600, Cangaíba

ON-LINE

Era Uma Vez Um Tirano, do Grupo Prole

de 15 de maio a 15 de agostoDuração: 40 minutos

AIorK4yvPOKzR69KoytZrn636aoq9UlWmYRah1CA7jHZmBmwRTBhuWdR0eQQKwy39D2NJGroIyDUXamRKMM-Wr-5BcCxEEUYPNrTmb7_LSQFqQ

Ju Paié

(11) 98626.3023

Pombo Correio Assessoria de Comunicação

Rua Áurea, 232 – Vila Marianawww.pombocorreio.art.br

Videos integrados da mensagem


Compartilhar