Honda Racing inicia Sertões 2023 no pelotão da frente das motos

Honda Racing inicia Sertões 2023 no pelotão da frente das motos

14 de agosto de 2023 Off Por Marco Murilo Oliveira
Compartilhar

Martin Duplessis e Bissinho Zavatti começam entre os cinco mais rápidos da classificação geral; Pela categoria Brasil, Tiago Wernersbach vence a primeira etapa

Petrolina (PE) – A equipe Honda Racing abriu o Sertões 2023 no pelotão da frente das motos, neste sábado (12/8). Martin Duplessis e Bissinho Zavatti completaram a etapa inicial na terceira e na quinta colocações da classificação geral, respectivamente, enquanto Gabriel Soares “Tomate” foi o sétimo. Todos aceleram motocicletas Honda CRF 450RX. Já Tiago Wernersbach, com uma CRF 250F, foi o mais rápido da classe Brasil, exclusiva para motos nacionais, além de finalizar o dia na nona colocação geral. A primeira etapa incluiu 674 quilômetros, 375 deles de especiais (trechos cronometrados), em um roteiro em laço, com largada e chegada na cidade de Petrolina (PE).

Martin Duplessis, que defende o título da categoria Moto 1, avaliou a primeira etapa. “Foi muito dura. Estava fazendo uma grande prova, quando no km 100 da especial cometi um erro. Teve muita pedra, altas velocidades e bastante exigência na navegação. A moto está perfeita, eu estou bem e vou com tudo para a segunda etapa”, diz o argentino, em busca do título inédito da classificação geral. Ele começou o desafio em terceiro na Moto 1.

Atual campeão geral das motos, Bissinho Zavatti considera que foi importante alcançar uma posição no pelotão da frente – principalmente pelo Sertões ser uma prova longa, com oito etapas no total. “A especial foi bem difícil, cansativa, mas acho que fiz um bom começo de Sertões. Temos vários dias pela frente e vou me concentrar para ir sempre em busca dos melhores resultados”, lembra o paulista, que estreia na categoria Moto 1 (na qual está em quinto lugar).

Sétimo na geral e segundo colocado na Moto 2, o mineiro Gabriel Soares “Tomate” fez coro aos seus companheiros de equipe ao classificar como bastante difícil a etapa inicial da competição. “A disputa está só começando e eu estou vivo na briga, com muita gana para lutar por vitórias. Fico feliz por ter concluído o primeiro dia e mais do que pronto para a próxima”, observa o piloto da Honda Racing.

Já Tiago Wernersbach, atual bicampeão da categoria Brasil, iniciou da melhor forma a luta pelo tri. “Eu me saí muito bem, assim como minha moto CRF 250F, e consegui o primeiro lugar da categoria. É um bom resultado para começar o Sertões e já saio com uma vantagem considerável sobre os demais pilotos”, afirma o capixaba.

Neste domingo (13/8), os pilotos voltam a correr em um roteiro em laço, com largada e chegada em Petrolina (PE). A segunda etapa terá 246 quilômetros, 174 quilômetros deles de especiais. Após completarem oito etapas nos estados de Pernambuco, Bahia e Ceará, a disputa será encerrada na Praia do Preá, em Cruz (CE), no dia 19 de agosto. O roteiro completo inclui 3.793 quilômetros, sendo 2.027 de trechos contra o relógio.


A equipe Honda Racing de Rally é patrocinada por Pro Honda, DID, Fly, NGK e Honda Seguros.

Sertões 2023

Resultados (extraoficiais)

Etapa 1 (cinco primeiros)

Geral Motos
1º – Mason Klein #21 – 04:30:57
2º – Adrien Metge #2 – 04:36:05
3º – Martin Duplessis #3 – 04:39:12 – Honda CRF 450RX
4º – Ricardo Martins #4 – 04:40:30
5º – Bissinho Zavatti #1 – 04:45:40 – Honda CRF 450RX
7º – Gabriel Soares #5 – 04:48:24 – Honda CRF 450RX
9º – Tiago Wernersbach #11 – 04:58:56 – Honda CRF 250F

Moto 1
1º – Mason Klein #21 – 04:30:57
2º – Adrien Metge #2 – 04:36:05
3º – Martin Duplessis #3 – 04:39:12 – Honda CRF 450RX
4º – Ricardo Martins #4 – 04:40:30
5º – Bissinho Zavatti #1 – 04:45:40 – Honda CRF 450RX

Moto 2
1º – Gabriel Bruning #8 – 04:46:37
2º – Gabriel Soares #5 – 04:48:24 – Honda CRF 450RX
3º – Christian Scherer #12 – 04:57:42
4º – Guilherme Bissoto #22 – 05:16:08
5º – Guilherme Piva #16 – 05:16:16

Brasil
1º – Tiago Wernersbach #11 – 04:58:56 – Honda CRF 250F
2º – Marcos Moraes #91 – 05:47:30
3º – Christian Constantini #25 – 06:32:06
4º – Rafael Espindola #30 – 08:30:00

Roteiro* Sertões 2023

13/8 (domingo) – 2ª etapa
Petrolina (PE) / Petrolina (PE)
Deslocamento inicial – 18 km
Especial – 174 km
Deslocamento final – 54 km
Total do dia: 246 km

A segunda etapa traz variação de terrenos em região de caatinga, com exceção da areia, e promete ser uma amostra dos desafios que estão por vir.

14/8 (segunda-feira) – 3ª etapa – MARATONA
Petrolina (PE) / Xique-Xique (BA)

Deslocamento inicial – 73 km
Especial – 407 km
Deslocamento final – 31 km
Total do dia: 511 km

A etapa será marcada pela primeira parte da maratona, formato que não permite auxílio mecânico externo aos competidores. A especial mais longa do roteiro passa por trechos muito duros com pedras e em região montanhosa. Com uma travessia de serra inédita no Sertões, os competidores irão conhecer um novo cânion. No final do dia, o acampamento em barracas será obrigatório para toda a caravana do Sertões presente em Xique-Xique.

15/8 (terça-feira) – 4ª etapa – MARATONA
Xique-Xique (BA) / Petrolina (PE)
Deslocamento inicial – 0 km
Especial – 323 km
Deslocamento final – 290 km
Total do dia: 613 km

Ainda sem auxílio mecânico externo, os competidores enfrentam a segunda parte da etapa maratona. A largada da especial será um show para a população de Xique-Xique, que poderá acompanhar os pilotos acelerando de perto, com a devida segurança. Em seguida, os pilotos passam por uma zona de radar para entrar em um roteiro marcado por muita areia. Especial dura, difícil e extremamente técnica, com trechos travados.

16/8 (quarta-feira) – 5ª etapa
Petrolina (PE) / Crato (CE)
Deslocamento inicial – 66 km
Especial – 212 km
Deslocamento final – 215 km
Total do dia: 493 km

As caraterísticas da prova mudam, com chão de piçarra, travessias de riachos e passagem por região montanhosa, onde o trajeto fica ainda mais duro. A navegação será fundamental em todos os momentos.

17/8 (quinta-feira) – 6ª etapa
Crato (CE) / Sobral (CE)
Deslocamento inicial – 154 km
Especial – 207 km
Deslocamento final – 312 km
Total do dia: 673 km

A etapa promete ser uma das mais duras dos últimos tempos. Com muita pedra e terrenos acidentados em região serrana, será uma especial extremamente cansativa. O preparo físico e a habilidade dos pilotos farão a diferença.

18/8 (sexta-feira) – 7ª etapa
Sobral (CE) / Cruz (CE)
Deslocamento inicial – 82 km
Especial – 188 km
Deslocamento final – 66 km
Total do dia: 336 km

Especial muito bonita e inédita no Sertões. Começa morro acima e apresenta terrenos de piçarra, pedra e trechos de areia, principalmente na parte final. A região traz paisagens totalmente diferentes das encontradas nos dias anteriores, já que a prova está a caminho do litoral pernambucano.

19/8 (sábado) – 8ª etapa
Cruz (CE) / Praia do Preá, Cruz (CE)
Deslocamento inicial – 51 km
Especial – 140 km
Deslocamento final – 57 km
Total do dia: 248 km

A organização promete não aliviar para os competidores na última etapa, ao contrário dos anos anteriores. Com muita areia, piçarra e navegação por GPS, a disputa final será decisiva e pode mudar drasticamente os resultados. Os competidores ficarão surpresos com o último desafio e não podem pensar que a prova está ganha.

TOTAL DO PERCURSO: 3.793 km
TOTAL DE ESPECIAIS: 2.027 km

*O roteiro é fornecido pela organização do evento e está sujeito a alterações.

Ângela Monteiro | Mundo Press – Assessoria de Imprensa da Honda Racing Brasil  


Compartilhar