ILUMINAÇÃO INDIRETA: COMO EXPLORÁ-LA NOS AMBIENTES

30 de março de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

As arquitetas do escritório VilaVille Arquitetura falam sobre o tema

Foto: Hometeca/Google

Assim como a iluminação natural, que deve ser pensada na hora do desenvolvimento dos projetos, a iluminação indireta, ou seja, aquela artificial direcionada, também é de suma importância para criar ambientes confortáveis e levar mais dinamismo às residências.

As arquitetas Fabiana Villegas e Gabriela Vilarrubia, à frente do escritório VilaVille Arquitetura, explicam que a proposta e a vantagem da iluminação indireta é a de iluminar uniformemente, evitando a fadiga visual.

“A luz, nesse caso, deve ser direcionada às superfícies que devem receber luminosidade, porém, sem causar desconforto”, revelam.

Mesmo se você não possua um projeto de iluminação é possível criar pontos de luz indireta para destacar alguma área, ou para melhorar, por exemplo, o cantinho de leitura.

“Nesses casos um bom recurso são as luminárias de piso, evitando, dessa maneira, que a luz central seja acesa, o que causaria desconforto”, ensinam as arquitetas.

Além de luminárias e abajures, que levam iluminação pontual, também é possível criar pontos de luz nas marcenarias como o uso de fitas de LED.

“Há no mercado fitas que são de fácil instalação e são ótimas para criar uma iluminação mais suave. Esse recurso pode ser usado em vários ambientes, como quartos, cozinhas e livings, e criam uma atmosfera muito aconchegante”, enfatizam Fabiana e Gabriela.

Quarto com cama e ventilador de teto  Descrição gerada automaticamente

Projeto VilaVille Arquitetura. A área do bar recebeu fitas de LED criando uma iluminação aconchegante, que destaca a área. Foto: JP Image

Ainda de acordo com as profissionais, há outras formas de criar uma iluminação indireta, como o uso de spots, pendentes e trilhos de sobrepor.

“Essas são alternativas que exigem um pouco mais de trabalho, mas o resultado fica muito bom e bonito”.

Quarto com cama de casal  Descrição gerada automaticamente

Projeto VilaVille Arquitetura. As fitas de LED sob a marcenaria criam iluminação pontual e aconchegante. Foto: JP Image

Está em dúvida em quais lugares deve explorar a iluminação indireta? Fabiana e Gabriela explicam que esse tipo de iluminação deve estar presentes em ambientes de estar com o uso predominante para o lazer, descanso e necessidade de conforto visual.

“Por isso, indicamos criar nos livings e nos quartos, que são áreas de descanso e em home offices que são áreas que exigem evitar a fadiga visual”, concluem.

Cadeira em frente a janela  Descrição gerada automaticamente

Projeto VilaVille Arquitetura. Pendentes e fitas de LED criam charme e iluminação aconchegante ao Home Office. Foto: Gian Claudio Biancuzzi

VilaVille Arquitetura

@vilaville.arquitetura

vilavillearquitetura@gmail.com


Compartilhar