INTERNACIONAL | ESPANHA “Matei o pai, a mãe e o meu irmão”, diz adolescente após mãe ‘tirar o videogame’

14 de fevereiro de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Polícia diz que o garoto estava viciado no game e ficou violento após ser punido

Por TERO QUEIROZ – 14/02/22 às 13H15 atualizado em 14/02/22 às 13H20

A casa onde os corpos foram achados. Foto: EPH

Um adolescente de 15 anos foi detido após o tio chegar em sua casa na sexta-feira (11.fev.22), na cidade de Elche de Algoda, província de Alicante, Espanha e perguntar o porquê de ele estar sozinho no local. O garoto disse: “Discuti com meus pais sobre as notas. Matei o pai, a mãe e o meu irmão com a espingarda”.

A polícia espanhola foi acionada e revelou um crime brutal. O garoto havia sido punido pela mãe que ‘tirou dele o acesso a um game após ele tirar notas baixas’. 

Os investigadores disseram que a suspeita é que o adolescente estava viciado no jogo ‘Fortnite’ e ficou violento após sua mãe privá-lo do videogame como punição pelas baixas notas na escola. Além disso, a polícia disse que eles brigaram porque o garoto além de não estudar, não ajudava a família nas tarefas da casa. 

FRIEZA

As três vítimas não tiveram os nomes revelados. A polícia disse que o pai do autor tinha 50 anos, a mãe 52 anos e irmãozinho 10 anos. Todos de nacionalidade espanhola. As execuções ocorreram na terça-feira (8.fev.22). O garoto deu ao todo 7 tiros que teriam sido distribuídos assim: 2 contra a mãe, 2 contra o irmão caçula e o restante no pai. A polícia, porém, não entrou em detalhes. 

A 1ª a morrer foi a mãe, executada na cozinha. O irmãozinho foi o 2º, que assustado como o barulho correu para a cozinha e foi abatido. O último a ser morto foi o pai, que estava trabalhando e ao chegar em casa no final da tarde foi alvejado na sala da casa com 3 tiros. 

Depois de exterminar sua família, a polícia diz que o autor arrastou os corpos para uma garagem aos fundos do cômodo e ficou vivendo no local por 3 dias.

Na sexta-feira, alguns familiares alarmados com a falta de notícias da família, foram ao local e descobriram o horripilante final. 

No momento da prisão, conforme relatado na noite do dia 11 de fevereiro pela Cadena Ser, o jovem apresentou sangue frio.

MS Notícias


Compartilhar