ISI Biomassa recebe recurso para desenvolver pesquisas sobre carbono neutro

25 de março de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Foto: FIEMS

O ISI Biomassa (Instituto Senai de Inovação em Biomassa), localizado em Três Lagoas (MS), foi a quarta unidade da Rede ISI aprovada pelo Departamento Nacional do SENAI (DN) no Programa de Desenvolvimento de Competências. A nova frente, “Plataforma de desenvolvimento de tecnologias de captura e conversão de CO2”, vai proporcionar aporte financeiro de mais de R$ 10 milhões a fim de estimular iniciativas para amenizar a emissão de gases do efeito estufa pelas empresas.

Para o diretor regional do Senai, Rodolpho Caesar Mangialardo, o recurso vai permitir o aprofundamento de projetos na área e ampliar as alternativas de aperfeiçoamento tecnológico. “É mais uma frente de pesquisa criada para inovar as ferramentas de produção para que a indústria trabalhe de forma mais sustentável”, afirmou. 

Mangialardo lembra que nos últimos anos, o ISI tem quebrado algumas barreiras de resultados e tem aberto outros caminhos, conforme as necessidades da sociedade, com trabalhos relacionados a hidrogênio verde e carbono neutro. “Essa nova linha de negócios é uma oportunidade para pesquisarmos, trabalharmos e evoluirmos nesses modelos da biomassa”, completou.

Ações relacionadas à nova competência serão desenvolvidas conjuntamente com o ISI Energias Renováveis, do Rio Grande do Norte, e o ISI em Biossintéticos e Fibras, do Senai Cetiqt (Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil), no Rio de Janeiro.

Para o desenvolvimento das pesquisas, será disponibilizado aporte de R$ 6,2 milhões do Departamento Nacional do Senai e contrapartida de mais de R$ 4 milhões de diretórios regionais, totalizando R$ 10,2 milhões em investimentos.

De acordo com o gerente do ISI Biomassa, João Gabriel Marini da Silva, o recurso vai permitir o aperfeiçoamento das pesquisas já iniciadas na unidade com a compra de equipamentos, capacitação de pessoal e contratação de consultorias para atender as demandas da indústria. “A nossa unidade, juntamente com os parceiros da rede, fica habilitada para captar projetos de desenvolvimento nessa área”, explicou.

Atualmente, o ISI Biomassa também desenvolve pesquisas em outras quatro áreas: energia e sustentabilidade, biotecnologia e engenharia de bioprocessos, desenvolvimento de materiais orientados a produto e utilização de resíduos e engenharia de processos. No Brasil, são 26 Institutos Senai de Inovação.

Mais pesquisa na área

Em fevereiro, pesquisadores do ISI Biomassa, localizado em Três Lagoas (MS), tiveram projetos aprovados no edital MS Carbono Neutro. O edital é de responsabilidade da Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul).

A proposta, intitulada “Forest4fuel”, visa obter combustíveis de alto desempenho a partir do aproveitamento de resíduos de biomassa florestal de eucalipto da indústria de polpa celulósica. Os recursos liberados são da ordem de R$ 610 mil para apoio à pesquisa.

Outro projeto aprovado neste edital foi “Inventário de gases do efeito estufa (GEE) no setor energético do Mato Grosso do Sul e medidas de mitigação”, que contará com um aporte de R$ 189 mil.

Leia mais notícias em nosso site:www.fiems.com.br

Dúvidas? Entre em contato com nossa Assessoria de Comunicação: (67) 3389-9244


Compartilhar