Kriativar desenvolve plataforma gameficada para Ânima Educação com experiência imersiva de AR/VR

23 de fevereiro de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Uma maneira diferente de mostrar todos os diferenciais do currículo integrado da Ânima

A Ânima é um dos maiores grupos educacionais privados de ensino superior do país, com cerca de 330 mil estudantes e 18 mil educadores e educadoras (entre docentes e colaboradores). Com um currículo diferenciado e integrado, o grupo tinha o desafio de mostrar aos jovens e à comunidade escolar toda a potencialidade do seu ambiente de aprendizagem. Diante da demanda, a Kriativar, startup aportada pelo BMG UP Tech, desenvolveu uma experiência imersiva tão inovadora quanto a atuação do grupo. Em formato de game, estudantes, professores e parceiros podem navegar e conhecer em profundidade a estrutura pedagógica e os diferenciais do projeto acadêmico da Ânima.

No game, Sam – personagem andrógeno (não é nem feminino nem masculino) que valoriza a diversidade de gêneros – é quem conduz a experiência do usuário pela plataforma e o convida para os desafios do jogo: a começar pela criação do seu próprio avatar. Criado seu avatar, o ‘jogador’ é transportado para uma experiência no universo do conhecimento. “A partir daí, o usuário explora os espaços e vive diferentes experiências imersivas. Entre os vários biomas estão a Unidade Curricular, Vida&Carreira, Empreendedorismo, UC Dual, Pesquisa, Extensão, Empreendedorismo e Sala de Estar. Quizzes, curiosidades e diferentes interações imersivas ambientam tudo”, explica a CEO da Kriativar, Sofia Fada.

Segundo ela, é no ambiente da plataforma E2A que alunos, professores e demais integrantes da comunidade Ânima têm contato com uma vasta gama de informações que apresentam todos os diferenciais do ambiente de aprendizagem da instituição.  “É como se fosse um grande cardápio de serviços e conteúdos ofertados para esse público. Mostramos que as universidades do grupo preparam o jovem para a vida, trazendo à tona as inúmeras potencialidades que cada um tem dentro de si”, explica Sofia.

O game foi desenvolvido em formato de App, e já está disponível no Google Play e na Apple Store. Prospects, estudantes, professores e qualquer pessoa que queria conhecer a proposta da Ânima já podem baixar e jogar – basta pesquisar Experiência Imersiva E2A ou buscar na loja da Kriativar.

O E2A é o primeiro passo para inserir a Ânima no universo do metaverso, porque o personagem Sam vai além do jogo. A Kriativar pretende usá-lo em outros lugares, como redes sociais, eventos, treinamentos e até mesmo no formato de holograma em Realidade Aumentada nas portarias das instituições. Além disso, a evolução do projeto prevê a construção de salas virtuais interativas que vão muito além dos usuais aplicativos usados para as aulas online.  “A Kriativar já trabalha com realidade virtual e aumentada com experiências imersivas e conteúdo interativo, muito antes do Facebook mudar seu nome para Meta. Nós usamos a tecnologia para aproximar as pessoas, para valorizar o que temos de mais humano. Criar experiências imersivas, unir o real com o virtual e trabalhar com a realidade aumentada e virtual é trazer o mundo de hoje para mais próximo desta nova realidade”, acrescenta Sofia.

Sobre a Kriativar

Pioneira no lançamento dos primeiros quebra-cabeças com realidade aumentada e storytelling do mundo (“Caco, o palhaço” e “Nina, a bailarina”), além de ter uma linha de smart toys totalmente inovadora, a Kriativar – que foi aportada pelo BMG UP Tech em 2017 – se reinventou após o início da pandemia, em 2020, alterando seu modelo de negócios – antes focado apenas em educação, passou a ofertar soluções diferenciadas também para corporações. Grandes empresas como Samarco, Anglo American, Vallourec, Ânima, Burger King, Elera Renováveis, Cemig, Mineração Morro do Ipê, Ibram e Nexa Resources usam as tecnologias da startup para criar conexões relevantes com colaboradores, comunidades, clientes e parceiros.

Sobre o BMG UPTech
Corporate venture do Grupo BMG – um dos maiores e mais importantes grupos empresariais do país – com foco na inovação. Basicamente, o BMG UpTech identifica as startups cujos negócios sejam viáveis, investe no seu desenvolvimento e as coloca em contato com o mercado, ou seja, com possíveis compradores das soluções. A empresa já realizou mais de 800 investimentos em startups no Brasil e Estados Unidos, juntamente à Bossa Nova Investimentos, companhia de microventure capital da qual é sócio.

Link Com,.


Compartilhar