Lisina é essencial para produção de anticorpos e reabsorção de cálcio em felinos

Lisina é essencial para produção de anticorpos e reabsorção de cálcio em felinos

2 de junho de 2024 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Dieta à base de proteína garante a presença do aminoácido

. Suplementação evita deficiência nutricional

“Fornecer os nutrientes necessários para manutenção da saúde ideal dos animais de companhia é muito importante, mas nem sempre é possível. Um dos motivos é que muitos tutores não buscam pelo acompanhamento veterinário para a dieta dos cães e gatos”, ressalta o médico-veterinário Jaime Dias, gerente técnico e de marketing de animais de companhia da Vetoquinol Saúde Animal.

“Em especial, os gatos tendem a sofrer com deficiências de aminoácidos importantes, como a lisina”.

A lisina compõe uma extensa lista de aminoácidos essenciais para os felinos e é um dos itens desse grupo com probabilidade de apresentar deficiência no organismo dos animais.

“Ela é fundamental para o desenvolvimento e o fortalecimento do sistema de defesa natural dos gatos. Por isso, em caso de baixos níveis, o felino corre maior risco de desenvolver enfermidades”.

“Os tutores devem ficar atentos a sinais importantes que podem estar associados a falta da lisina no organismo, como alteração na reabsorção de cálcio, no desenvolvimento e nos reparos do tecido muscular, além de perda de peso e baixa defesa imunológica, aumentando o risco de desenvolver diferentes enfermidades. Por isso, é tão importante o acompanhamento médico-veterinário regularmente, pois algumas evidências só ficam claras perante os cuidados do profissional e por alguns exames que podem ser solicitados, além da avaliação da dieta”, pontua o especialista da Vetoquinol.

A lisina está presente em alimentos de origem animal, principalmente músculos. Levando isso em consideração,

“uma dieta deficiente em proteína pode afetar diretamente o fornecimento do aminoácido para os gatos, que são, biologicamente, carnívoros. Além de comprometer a produção de anticorpos, a falta de lisina prejudica a reabsorção de cálcio, fortalecimento do sistema musculoesquelético do felino”.

Ciente da importância do fornecimento de lisina na dieta dos gatos, a Vetoquinol Saúde Animal desenvolveu Enisyl-F® – suplemento alimentar à base de L-lisina em pasta, altamente palatável com sabor peixe, que auxilia a manutenção das defesas naturais de gatos.

“Em diferentes doses, Enisyl-F® pode ser indicado tanto para adultos quanto filhotes. O mais importante é contar com acompanhamento de médico-veterinário para monitorar a saúde dos felinos”, completa Jaime Dias.

Sobre a Vetoquinol Saúde Animal

A Vetoquinol Saúde Animal está entre as 10 maiores indústrias de saúde animal do mundo, com presença na União Europeia, Américas e região Ásia-Pacífico. Em 2023, o faturamento global foi de € 529 milhões.

Com expertise global conquistada ao longo de 90 anos de atuação, a empresa também cresce no Brasil, onde expande suas atividades desde 2011.

Grupo independente, a Vetoquinol projeta, desenvolve e comercializa medicamentos veterinários e suplementos destinados à produção animal (bovinos e suínos), animais de companhia (cães e gatos) e equinos. Desde sua fundação, em 1933, na França, combina inovação com diversificação geográfica.

O crescimento do grupo é impulsionado pelo reforço do seu portfólio de soluções associado a aquisições em mercados de alto potencial de crescimento, como a brasileira Clarion Biociências, incorporada em 2019.

No Brasil, a Vetoquinol tem sede administrativa em São Paulo (SP) e planta fabril em Aparecida de Goiânia (GO), atendendo todo o território nacional. Em termos globais, gera mais de 2,5 mil empregos.

Irvin Dias
Texto Comunicação Corporativa

Compartilhar