Maringá sedia 8º Congresso Paranaense de Cidades Digitais e Inteligentes

7 de abril de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

  • Principal encontro estadual de tecnologia para Prefeituras traz casos de sucesso em municípios de cinco Estados, soluções de mercado e informações sobre temas importantes para o poder público como LGPD, Parcerias Público-Privadas de Iluminação Pública e o Contrato Público para Soluções Inovadoras (CPSI).
  • Políticas públicas do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações também são destaque

Maringá sedia nesta quinta e sexta-feira, dias 07 e 08 de abril, na Unicesumar, o 8º Congresso Paranaense de Cidades Digitais e Inteligentes, principal encontro de tecnologia para Prefeituras do Estado, promovido pela Rede Cidade Digital (RCD) com o apoio da Prefeitura de Maringá, Associação de Municípios do Paraná (AMP) e diversas associações de municípios regionais. A abertura oficial está marcada para 8h30 desta quinta (07).

Prefeitos, gestores e servidores de mais de 100 municípios estão inscritos para o evento que aborda tecnologias voltadas para melhorar a eficiência dos serviços públicos por meio de casos de sucesso de municípios em cinco Estados, soluções de mercado e informações importantes para o poder público como LGPD, Parcerias Público-Privadas de Iluminação Pública e o Contrato Público para Soluções Inovadoras (CPSI), instrumento previsto no Marco Legal das Startups e que será apresentado pelo diretor de Empreendedorismo Inovador na Secretaria de Empreendedorismo e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Marcos Cesar de Oliveira Pinto.

O prefeito de Maringá, Ulisses Maia, abre, às 9 horas, a série de palestras apresentando as ações adotadas para modernizar e desenvolver a cidade canção. A coordenadora-Geral de Transformação Digital no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Eliana Emediato, é outra convidada de destaque na manhã do primeiro dia de Congresso.

 “Seja cidade digital, conectada ou inteligente, o importante é a melhoria da qualidade de vida da população e os municípios sem o uso da tecnologia estão fadados a ficarem isolados. Por isso o objetivo do Congresso é reunir os diversos players, prefeitos públicos, empresários e instituições para trazer conhecimentos e facilitar o acesso, principalmente, dos pequenos e médios municípios a tecnologias capazes de contribuir com o desenvolvimento das cidades”, resumiu o diretor da RCD, José Marinho.

No encontro, os avanços tecnológicos das principais cidades do Paraná, como Londrina, Ponta Grossa e Maringá, e de outros Estados, como Campo Bom (RS) – o quarto município colocado no ranking nacional de facilitadores para novos negócios – , serão apresentados por prefeitos e gestores. “A Rede Cidade Digital é importante para acelerar a integração dos municípios do Paraná ao processo de modernização das gestões municipais, por meio da tecnologia, e ao conceito de desenvolvimento sustentável. Não há dúvida nenhuma de que, com a tecnologia e com as gestões eficientes que os prefeitos e prefeitas do Paraná estão adotando, teremos mais eficiência na prestação de serviços relevantes para os cidadãos, o que trará melhoria da qualidade de vida a todos”, destacou o presidente da AMP e prefeito de Jesuítas, Júnior Weiller.

As prefeituras do Estado também poderão conhecer detalhes das ferramentas tecnológicas adotadas em Rio do Sul, considerada a cidade mais transparente de Santa Catarina, e as ações de cidade inteligente de Campo Grande (MS), eleita a capital mais segura do país, conforme ranking divulgado recentemente.

São José dos Campos (SP), a primeira cidade inteligente brasileira com certificação ISO, também é destaque no primeiro dia de Congresso. LGPD no setor público, Parcerias Público-Privadas e Lei de Liberdade Econômica também serão abordados no Congresso Paranaense de Cidades Digitais e Inteligentes.

O projeto de inclusão social e digital desenvolvido na periferia da capital mineira também será apresentado no Congresso pelo superintendente de Negócios  da Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel), Thiago Rangel. “Maringá é uma cidade profundamente  comprometida com a transformação digital, por isso ficamos muito honrados e felizes em poder receber o 8º. Congresso Paranaense de Cidades Digitais e Inteligentes”, disse o secretário municipal de Inovação, Aceleração Econômica, Turismo e Comunicação de Maringá, Marcos Cordiolli.

A programação completa pode ser conferida pelo https://sympla.com.br/rcd

O 8.º Congresso Paranaense de Cidades Digitais e Inteligentes tem o patrocínio ouro da 1Doc, Elotech, Sigma Telecom e DCA; patrocínio prata da IPM Sistemas, Aprova Digital, CTMGEO, Betha Sistemas, Vox City Tecnologia e Head Net; e apoio institucional da Associação dos Municípios do Paraná (AMP), da Associação Brasileira de Empresas de Soluções de Telecomunicações e Informática (Abeprest) e das Associações de Municípios Comcam, Amcespar, Amunop, Amusep, Amepar, Amop, Amuvi, AMCG, CANTU, Assomec e Amsop.

Serviço:

8º Congresso Paranaense de Cidades Digitais e Inteligentes

Maringá, dias 07 e 08 de abril de 2022

Programação:

https://sympla.com.br/rcd

Rede Cidade Digital


Compartilhar