Milhares de pessoas marcham em Kiev contra ameaça russa

12 de fevereiro de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

A Rússia nega planejar a invasão

Foto: g1/Google

Publicado em 12/02/2022 – 15:14 Por Pavel Polityuk e Valentyn Ogirenko – Repórteres da Reuters – Kiev

Reuters

Milhares de ucranianos se reuniram em Kiev, neste sábado (12), para mostrar unidade em meio a temores de uma invasão russa, ao mesmo tempo em que o líder ucraniano pediu para que as pessoas não entrassem em pânico e contradisse suas declarações sobre relatos excessivos de previsões sombrias de guerra.

A tensão aumentou quando a Rússia reuniu mais de 100 mil soldados perto da Ucrânia e realizou exercícios em larga escala. Os Estados Unidos disseram na sexta-feira (11) que uma invasão pode começar a qualquer momento. A Rússia nega planejar a invasão.

Ucranianos formaram uma coluna no centro de Kiev, cantando “Glória à Ucrânia” e carregando bandeiras ucranianas e faixas que diziam “os ucranianos resistirão” e “os invasores devem morrer”.

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenskiy, que participou de exercícios policiais na região de Kherson, no sul, disse que um ataque russo pode acontecer a qualquer momento, mas recuou contra o que chamou de quantidades excessivas de informações sobre uma grande guerra iminente.

“O melhor amigo de nossos inimigos é o pânico em nosso país. E todas essas informações estão apenas provocando pânico e não podem nos ajudar”, disse ele. “Não posso concordar ou discordar do que ainda não aconteceu. Até agora, não há guerra em grande escala na Ucrânia.”

Os Estados Unidos e vários governos ocidentais pediram a seus cidadãos que deixem a Ucrânia, e, neste sábado, Washington informou que estava ordenando a saída da maioria de seus funcionários da embaixada em Kiev.

*É proibida a reprodução deste conteúdo.


Compartilhar