Mulher é atacada com ácido ao voltar da academia no Paraná

Mulher é atacada com ácido ao voltar da academia no Paraná

23 de maio de 2024 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Vítima de 23 anos ficou em estado grave após agressão

Redação Terra Redação Terra 

23 mai 2024 – 17h16
(atualizado às 18h39)
Compartilhar
Exibir comentários
Empresário cita descaso em enchentes no RS: ‘Desligam as casas de bomba e depois avisam a população’

Jovem é atacada com ácido no meio da rua e fica em estado grave no Paraná

ASSISTINDO
Empresário cita descaso em enchentes no RS: ‘Desligam as casas de bomba e depois avisam a população’
Padre é investigado pelo MPF após dizer que o RS ‘abraçou a bruxaria e o satanismo’
Porto Alegre volta a registrar alagamentos com novas chuvas no RS

Uma mulher de 23 anos foi atacada com ácido enquanto voltava da academia na tarde de quarta-feira, 23, em Jacarezinho, no interior do Paraná. Isabelly Ferreira foi atingida no rosto e peitoral.

    Receba as principais notícias direto no WhatsApp! Inscreva-se no canal do Terra

O momento da agressão foi registrado por câmeras de um circuito de segurança. No vídeo, é possível ver a moça desesperada, demonstrando dor e pedindo ajuda para dois homens que estavam na calçada.
Notícias relacionadas
Suspeito estava de capacete no momento da importunação Foto: Banda B
Polícia divulga imagens e procura por motociclista que passou mão nas partes íntimas de mulher em supermercado
Foto: Divulgação/SMCS. / Banda B
Motorista que bateu em ponto de ônibus de Curitiba provocou prejuízo de R$ 400 mil, diz prefeitura
Maya Massafera conta que sofre com a disforia de gênero mas, está muito feliz Foto: Reprodução / Redes Socias / Perfil Brasil
O que é disforia de gênero, condição que afeta Maya Massafera?


Jovem é atacada com ácido no meio da rua e fica em estado grave no Paraná
Foto: Reprodução

O ataque aconteceu na Alameda Padre Magno. A vítima foi levada ao Hospital Universitário de Londrina, onde foi entubada em estado grave com ferimentos no rosto, peito e boca, sinalizando uma possível ingestão do líquido.
Publicidade

Copos e sacolas, encontrados na rua da ação, foram encaminhados às autoridades. De acordo com a Polícia Civil o suspeito da agressão usava uma peruca loira e roupa preta, e, até o momento, não foi identificado.

Segundo as autoridades, o suspeito esteve em várias partes da cidade antes chegar ao local do crime

Ao Terra, a Polícia Civil do Paraná (PCPR) afirmou que está investigando o caso por meio de imagens, relatos de testemunhas e análise de demais diligências. Até o momento, cerca de 15 pessoas foram ouvidas.

+Os melhores conteúdos no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter favorita do Terra. Clique aqui!

Fonte: Redação Terra


Compartilhar