Museu Light de Energia leva acervo para outros museus de São Paulo

Museu Light de Energia leva acervo para outros museus de São Paulo

27 de março de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

© André Cyriaco/Light Geral

Parceria marca os dez anos de aniversário do museu, em março

Publicado em 27/03/2022 – 12:03 Por Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro

Em comemoração aos dez anos de aniversário do Museu Light de Energia, o Programa Educativo Cultural Light vai levar parte da programação e atividades do espaço para outras áreas culturais da cidade, como o Museu Histórico Nacional e as Bibliotecas Parque.

Os alunos de escolas municipais do Rio de Janeiro, Duque de Caxias, Nova Iguaçu e Belford Roxo terão transporte gratuito para visitar esses lugares. A responsável pelo programa Estela Alves conta que alunos e professores terão a oportunidade de conhecer e desvendar os mistérios sobre a energia elétrica de forma lúdica e divertida.

“Especialmente em regiões de vulnerabilidade social, é fundamental estimular novas experiências e saberes culturais. A Light possui um programa consolidado e investe nessa ampliação e na inspiração de parceria com outros espaços muito relevantes das cidades onde atuamos”, disse Estela.

A responsável explica ainda que a ideia do museu itinerante é “provocar reflexões, desmistificar o funcionamento do sistema elétrico, conscientizar sobre a importância de não desperdiçar e cuidar do meio ambiente, falar de fontes alternativas e mudanças nos hábitos de consumo, além de ampliar o acesso à cultura e educação”.

ODS

O passeio tem cerca de duas horas de duração, sendo uma hora dedicada à apresentação do espetáculo teatral Quanta Energia. Na ação do Museu Light com o Museu Histórico Nacional, por exemplo, a narrativa da visita vai ter como foco a parte histórica do desenvolvimento dos serviços públicos, com contribuição dos acervos das duas instituições.

A ação está em linha com a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), que considera os objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs), especialmente os ODS 11 (cidades e comunidades sustentáveis) e ODS 17 (parcerias e meios de implementação).

O ODS 11 prevê o acesso universal a espaços públicos seguros, inclusivos, acessíveis e verdes, até 2030, em particular para mulheres, crianças e adolescentes, pessoas idosas e pessoas com deficiência, além dos demais grupos em situação de vulnerabilidade.

Já o ODS 17 incentiva e promove parcerias eficazes nos âmbitos público, público-privado, privado e da sociedade civil, a partir da experiência das estratégias de mobilização de recursos dessas parcerias.

Edição: Denise Griesinger


Compartilhar