Pequenos negócios sustentam saldo positivo de empregos em MS no primeiro quadrimestre do ano

Pequenos negócios sustentam saldo positivo de empregos em MS no primeiro quadrimestre do ano

19 de junho de 2024 Off Por Marco Murilo Oliveira
Compartilhar

Segundo estudo do Sebrae, micro e pequenas empresas corresponderam a mais de 60% dos postos nos quatro primeiros meses de 2024

Desempenhando um importante papel na economia, as micro e pequenas empresas (MPE) sustentaram o saldo de empregos formais de janeiro a abril de 2024 em Mato Grosso do Sul. Entre demissões e contratações, os pequenos negócios corresponderam a 61,43% do saldo de empregos no período, com 10.718 postos. Os dados são do último estudo realizado pelo Sebrae com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Ao considerar todos os portes de empreendimentos, o saldo foi de 17.447 empregos no estado, sendo: 5.128 nas médias e grandes empresas (MGE) e 141 na administração pública. Já o saldo correspondente às contratações por pessoas físicas (CPF), a exemplo de funcionários domésticos, foi de 516 postos e organizações sem fins lucrativos, 944.

Ainda conforme o levantamento, no período, o setor que liderou a categoria das micro e pequenas empresas em Mato Grosso do Sul foi o de Serviços, com saldo de 5.353 empregos no primeiro quadrimestre do ano; seguido pela Agropecuária (1.636), Construção (1.500) e Comércio (1.303).

O analista-técnico do Sebrae/MS, Paulo Maciel, destaca os pequenos negócios como a principal fonte de geração de empregos no estado durante os primeiros quatro meses do ano. “Essa grande representatividade dos pequenos negócios no saldo de empregos do estado impulsiona diretamente a economia local ao reduzir o desemprego, diversificar os setores econômicos, fomentar a inovação, fortalecer redes comerciais locais e aumentar a arrecadação de impostos e receitas governamentais. Essa influência contribui para um ambiente econômico mais dinâmico e sustentável, promovendo o crescimento e o desenvolvimento geral da região”, comenta o analista.

Quando se juntam todos os portes de empreendimentos, as atividades econômicas que mais se destacaram no estado, entre janeiro e abril de 2024, foram: “Atividades de apoio à agricultura”, com saldo de 1.496 vagas; “Transporte rodoviário de carga”, com 1.268; “Fabricação de álcool”, com 889; “Atividades de associações de defesa de direitos sociais”, com 872; e “Cultivo de cana−de−açúcar”, com 837.

Micro e pequenas empresas se destacam em abril

No mês de abril, as micro e pequenas empresas (MPE) foram o destaque no saldo de empregos formais em Mato Grosso do Sul. Entre demissões e contratações, os pequenos negócios corresponderam a 90,3% das oportunidades, com 2.319 postos. Ainda conforme o levantamento, o setor que liderou a categoria no estado foi o de Serviços, com saldo de 1.498 empregos gerados.

O estudo pode ser conferido na íntegra no Data Sebrae. Mais informações por meio da Central de Relacionamento do Sebrae, no número 0800 570 0800.

SEBRAE


Compartilhar