PMA de Amambai prende e autua comerciante em R$ 4,7 mil por captura de dourado que está com pesca proibida e divulga nas redes sociais

7 de julho de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Campo Grande (MS) – Um vídeo de crime de pesca predatória veiculada em grupos de redes sociais, em que o autor se vangloriava de haver capturado e abatido um peixe da espécie Salminus brasiliensis (dourado), espécie que que está com a pesca proibida de o ano de 2019, chegou ao conhecimento dos Policiais Militares Ambientais de Amambai hoje (6). Na rede social o próprio pescador afirmava ter capturado o peixe durante a pescaria e seria seu almoço.

O peixe teria sido levado para um rancho pesqueiro e teria sido consumido por ele e amigos. A equipe coletou informações e conseguiu identificar o infrator, um comerciante (48), residente em Amambai. No quartel da PMA, o comerciante informou que teria efetuado a pescaria e que pensava que se podia consumir a espécie no local da pescaria.

O pescador foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 4.700,00, multa agravada pela captura e abate do peixe da espécie dourado, cuja lei que proíbe a pesca da espécie impõe multa mínima de 100 UFERMS (Unidade Fiscal de Mato Grosso do Sul). Ele também responderá por crime ambiental de pesca predatória com pena prevista de um a três anos de detenção.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS – (Contato – TENENTE CORONEL EDNILSON PAULINO QUEIROZ) tel. – 3357-1500


Compartilhar