PMA de Três Lagoas apreende 1500 metros de redes de pesca na operação Pesca Legal, retira e solta 20 kg de pescado dos petrechos ilegais e doa 50 kg encontrados mortos

30 de junho de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Campo Grande (MS) – Uma das maiores preocupações da PMA na prevenção à pesca predatória é manter os Policiais nos rios para evitar que pessoas pratiquem a pesca ilegal, ou que armem petrechos ilegais, ou principalmente, fazer a retirada dos rios desses petrechos de pesca proibidos que são armados por infratores, principalmente as redes de pesca, boias e anzóis de galho, devido ao alto poder de captura e depredação de cardumes, apesar da dificuldade de se prender os autores devido ao pouco tempo de exposição para armá-los nos rios e normalmente à noite.

Ontem (29), Durante os trabalhos de fiscalização fluvial realizados no rio Sucuriú, próximo de onde ele deságua no Rio Paraná, no município, uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Três Lagoas, que trabalha na operação “Pesca Legal”, visando à prevenção à pesca predatória, fez a retirada e apreendeu 20 redes de pesca, medindo 1500 metros.

Os infratores que armaram as redes não foram localizados e nem identificados. Foram soltos em torno de 20 kg de peixes vivos que estavam presos às redes e 50 kg mortos.

Como estavam em condições de consumo, os 50 kg foram doados para a instituição filantrópica “Vila Vicentina”, que trabalha na proteção social de idosos e famílias carentes na cidade, desde o ano de 1959.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS – (Contato – TENENTE CORONEL EDNILSON PAULINO QUEIROZ) tel. – 3357-1500

Fotos: PMA/MS


Compartilhar