PMA do Grupamento do Distrito de Águas do Miranda autua infratora em R$ 10 mil por degradação de nascentes ao manter gado acessando a área protegida por lei

12 de abril de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Campo Grande (MS) – Depois de receber denúncias de degradação de áreas protegidas de nascentes em uma propriedade rural no município de Anastácio, margeando a rodovia MS 345, Policiais Militares Ambientais do Distrito de Águas do Miranda, conhecido como km 21, no município de Bonito, autuaram hoje (11) às 7h00, uma proprietária rural por manter acesso do gado degradando área protegida por lei.

Durante a vistoria na propriedade, localizada a 20 km do Distrito de Águas do Miranda, foram verificadas degradações ambientais em áreas protegidas de nascentes (Área de Preservação Permanente- APP) na fazenda da infratora, em razão da criação de seu gado dentro dessas áreas que são protegidas por lei. Os animais acessavam livremente à vegetação e o pisoteio estava causando degradação de toda a área, com processos erosivos de ravinamento nas áreas de olhos d’água, por onde os animais passavam.

A proprietária (60), residente em Aquidauana, foi autuada administrativamente e foi multada em R$ 10.000,00. A autuada poderá responder por crime ambiental de degradação de área de preservação permanente (APP). A pena é de um a três anos de detenção. A equipe notificou a proprietária a realizar a proteção da área com remoção do gado.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS – (Contato – TENENTE CORONEL EDNILSON PAULINO QUEIROZ) tel. – 3357-1500

Fotos: PMA/MS


Compartilhar