Polícia Militar Ambiental de Costa Rica autua infrator em R$ 10 mil por escavar área protegida de afloramentos d’água para formar lagoa para dessedentação de gado

24 de março de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Campo Grande (MS) – Policiais Militares Ambientais de Costa Rica receberam denúncias e realizaram fiscalização ambiental em uma propriedade rural no município de Paraíso das Águas, versando sobre uma obra de uma lagoa realizada por escavação, degradando solo e recursos hídricos. Uma equipe foi ao local hoje (23), confirmou a denúncia, e verificou a degradação de área de afloramentos de lençol freático, que são de preservação permanente (APP) e protegidas por lei.

Com uso de máquinas, o proprietário da fazenda construiu uma lagoa de 13.000 metros quadrados, atingindo o lençol freático, em pontos de afloramento e contribuição de água para um curso d’água que corta a propriedade, sem autorização ambiental. A lagoa foi construída com o objetivo de utilização da água para dessedentação do gado. As atividades foram interditadas.

O infrator (57), residente em Paraíso das Águas, foi autuado administrativamente e recebeu multa de R$ 10.000,00. Ele poderá responder por crime ambiental, com pena prevista de um a três anos de detenção. O infrator foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental Estadual

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS – (Contato – TENENTE CORONEL EDNILSON PAULINO QUEIROZ) tel. – 3357-1500

Fotos: PMA/MS


Compartilhar