Restaurante investe no delivery e fatura R$ 100 mil por mês

30 de janeiro de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Muvuca Bar, de Santa Maria (RS), precisou se reinventar com a pandemia, digitalizou o negócio e hoje as entregas representam cerca de 40% das vendas

Fotos: Divulgação

Com o fechamento repentino de bares e restaurantes por conta da pandemia, os serviços de entrega se tornaram uma necessidade e cresceram em todo o país.

Foi assim com os empresários Bruno Souza e Victor Drago, sócios-fundadores do Muvuca Bar, na cidade gaúcha de Santa Maria. Um mês após inaugurar o negócio, eles precisaram fechar o espaço físico para os clientes e se reinventar.

Foi por meio do delivery que o Muvuca, assim como muitos comércios por todo o Brasil, sobreviveu à crise sanitária. Hoje, a empresa fatura mais de R$ 100 mil por mês e a entrega representa cerca de 40% das vendas.

O Muvuca é a realização de um sonho antigo dos sócios que, até então, não tinham experiência como empreendedores e aprenderam na prática a gerir o negócio. “Começamos tudo em um caderninho, fazendo uma previsão de custos e faturamento para ver se ia ser viável.

Alugamos o espaço em setembro de 2019 e fomos desenvolvendo a ideia, montando o cardápio, negociando com fornecedores”, conta Bruno Souza.

A inauguração foi em fevereiro de 2020 no Centro da cidade. No cardápio, pasteizinhos caseiro e polenta, caipirinhas e cerveja de litro. Os pedidos eram anotados à mão em post-its e o atendimento feito pelos próprios donos, que se desdobravam para atender a clientela que lotava o bar quase todos os dias. No entanto, um mês depois, por conta da pandemia, foi preciso fechar as portas.

“Precisávamos contornar aquela situação. Paramos de receber as pessoas e agora elas é que nos receberiam em casa. Mas precisávamos nos reestruturar, pois o delivery ainda era algo distante, não tínhamos um sistema de gestão e uma estrutura digital, fazíamos tudo manual”, lembra Souza.

Essa não era a realidade apenas do Muvuca. Pesquisa nacional encomendada pela VR Benefícios ao Instituto Locomotiva mostra que 89% dos estabelecimentos comerciais no Brasil passaram a utilizar o delivery nas suas estratégias de vendas com a pandemia e hoje ele é responsável por mais da metade do faturamento em 56% dos estabelecimentos do setor. 

Outra pesquisa realizada pela Galunion Consultoria em parceria com a Associação Nacional de Restaurantes (ANR) e o Instituto Foodservice Brasil (IFB), apontou que 85% pretendem manter este canal de vendas mesmo com a retomada do atendimento presencial.

Depois de tentar vender pelo próprio site e redes sociais, o Muvuca entrou para a plataforma Delivery Much, aplicativo que também nasceu em Santa Maria e hoje atua em mais de 300 cidades do interior de 20 estados.

“Logo quando entramos, em junho de 2020, estávamos no momento mais difícil e o serviço de entrega foi importantíssimo. É evidente a diferença de estar em um aplicativo que funciona como marketplace, tivemos muito acesso aos clientes, pois é uma vitrine fantástica. Tivemos várias oscilações no faturamento, mas o que sustentou o negócio foi o formato de delivery, que chegou a ser 100% do nosso faturamento no auge da pandemia”, comenta Souza.

Segundo Pedro Judacheski, CEO e sócio-fundador da Delivery Much, o número de lojistas que aderiram ao aplicativo de entrega cresceu 80% entre janeiro e dezembro de 2020. Já os pedidos no aplicativo dobraram com a pandemia.

“Estamos passando por uma mudança cultural. Mais do que nunca, as pessoas experimentaram a comodidade de pedir comida em casa e o serviço de entrega vem se tornando ainda mais presente na vida delas”.

Além de ser full service, que inclui a gestão de pedidos, meios de pagamento e logística em uma única plataforma, a Delivery Much também presta todo o suporte para a digitalização dos lojistas, sejam restaurantes, bares, supermercados, farmácias, pet shops ou empresas de água e gás.

A startup, que atua há 10 anos em cidades do interior, tem o propósito de levar o delivery para além dos grandes centros urbanos.

A marca trabalha com franqueados e, com isso, consegue estar próxima dos empreendedores e ajudar no desenvolvimento da economia local.

“Conhecemos o interior como poucos, pois estamos presentes no dia a dia dos lojistas e compreendemos suas necessidades. Além de oferecer uma ferramenta tecnológica que suporte seu crescimento, auxiliamos na expansão dos negócios”, diz Judacheski.

O que no início foi uma necessidade por conta do isolamento social, hoje se transformou numa oportunidade de crescimento do negócio para o Muvuca Bar.

Devido ao sucesso e a boa experiência entregue aos clientes, o delivery tem crescido e, atualmente, representa cerca de 40% das vendas.

Para os próximos meses, a projeção é que esse percentual cresça ainda mais e impulsione também o faturamento total do bar, que se divide entre salão e entregas.

“Nossa proposta continua se atualizando, com foco em entregar o melhor para os nossos clientes, com um cardápio caseiro, como os burgers e pasteizinhos, nosso forte da casa. Estamos também com um novo projeto para ampliar a cozinha para dar mais eficiência e volume para o delivery”, finaliza Souza.

AOh14Gi2QAZlyB0eHyITibHa53hK44U94PZhJwV1s5Ck=s96-cDayane Bazzo Analista | Assessoria de Imprensa (48) 4009-3223  |

Compartilhar