Sebrae RS mobiliza movimento de compras locais em apoio aos negócios do Rio Grande do Sul

Sebrae RS mobiliza movimento de compras locais em apoio aos negócios do Rio Grande do Sul

30 de maio de 2024 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Diante dos alagamentos que afetaram grande parte do estado, iniciativa quer estimular consumidor a valorizar produtos gaúchos.

Foto: Ilustrativa

A reconstrução do estado passa, também, por garantir empregos e renda para seus habitantes e os pequenos negócios são responsáveis pela maior parte das vagas abertas no RS.

Então, diante de um cenário de desestabilização das empresas gaúchas, o Sebrae RS está estimulando a população para que compre dos pequenos negócios. Com a hashtag #compradogaucho, a mobilização já está também nas redes sociais. 

A ideia é sensibilizar consumidores para que mantenham a economia ativa, impulsionando os micro e pequenos negócios do bairro, da cidade ou da localidade onde vivem, mantendo empregos ativos e a economia girando. A importância do consumo das pequenas empresas é essencial porque as MPEs, além de grandes geradoras de empregos e de movimentarem a economia, também precisam de suporte para se reerguerem.

“E garantir o giro desses negócios nesse momento significa a manutenção da atividade desses milhares de empresários e de suas famílias. Gerar renda também significa dignidade para as pessoas. Governos têm sua responsabilidade, mas as organizações, instituições e a sociedade também têm seu papel.

Os pequenos empreendedores, se conseguirem manter suas empresas ativas neste momento, também podem ter condições de ajudar outras e mobilizar o seu entorno”, considera o presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae RS, Luiz Carlos Bohn.

De acordo com ele, é por isso que é importante que as pessoas comprem e movimentem a economia gaúcha, e um bom começo para isso é que o consumidor priorize compras dentro de seu bairro, de sua região. Somente na capital gaúcha, quase 46 mil empresas de todos os portes foram afetadas pelos recentes alagamentos.

Levantamento do Sebrae RS mostrou que no estado em torno de 600 mil micro e pequenas empresas foram afetadas diretamente ou indiretamente. Somado a isso, tendo em vista a magnitude da catástrofe, a circulação das pessoas e de mercadorias ficou significativamente comprometida, afetando negócios como bares, restaurantes, casas noturnas, shows, espetáculos, eventos, feiras, mercearias e comércio em geral.

Juntos pelo RS

Empresários afetados, direta ou indiretamente, pelas chuvas no Rio Grande do Sul têm à disposição um repositório com informações que ajudam nesse momento de necessidade de reestruturação dos negócios.

O Sebrae RS reuniu num mesmo local as medidas e programas anunciados pelo governo – em todas as esferas – e informa os caminhos para acesso a recursos privados e para a suspensão do pagamento de financiamentos, bem como renegociação de dívidas.

Acesse em: https://conhecimento.sebraers.com.br/lp/juntos-pelo-rs/ 

Assessoria de imprensa

Vinícius Spindler

(51) 99942-3814


Compartilhar