Segurança cibernética do PTI obtém mais um registro de software no INPI
Imagem gerada por IA através do ChatGPT com DALL·E da OpenAI.

Segurança cibernética do PTI obtém mais um registro de software no INPI

13 de março de 2024 Off Por Marco Murilo Oliveira
Compartilhar

O Centro de Competência de Segurança Cibernética (SC.DT), do Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), de Foz do Iguaçu, obteve mais um Certificado de Registro de Programa de Computador, concedido pelo Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI). Trata-se do software RivIA, reconhecido pela INPI no final de 2023, que oferece aos usuários e técnicos da área cibernética um módulo de detecção de ataques hackers em rede, fazendo uso de inteligência artificial e da tecnologia de aprendizado de máquina – Machine Learning – para detecção das chamadas atividades maliciosas.

O software, de autoria do aluno da Unioeste, Amin Mhamad Ismail, do professor da Universidade Renato Bosnin Machado e do Analista em Cibersegurança do PTI, Rafael Menezes Barboza, foi desenvolvido majoritariamente na linguagem de programação Python, utilizando também bibliotecas de código aberto.

Rafael, que também atuou como supervisor do projeto, explicou que o trabalho teve início com uma bolsa de Iniciação Tecnológica (ITI), focada no estudo de métodos e ferramentas para a detecção de anomalias e ataques cibernéticos.

“O software contribui diretamente com o contexto de segurança cibernética, pois atua no monitoramento de computadores em redes e permite trazer visibilidade e agilidade para equipes de segurança na identificação de ataques.”, explicou.

PTI como referência em Segurança Cibernética

O Centro de Competência de Segurança Cibernética (SC.DT) tem se destacado por sua atuação na Segurança Cibernética Industrial e no monitoramento de ambientes ciberfísicos e avaliações de segurança cibernética, dentro outras ações e estudos.

Assim, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) e a Itaipu Binacional têm investido em capacitações, conscientizações e treinamentos sobre o tema, tendo o SC.DT como ponto focal dessas ações e do aprimoramento sobre questões envolvendo cibercrimes e cibersegurança.

O Centro tem sido um espaço de fomento à mentalidade de Segurança da Informação e da Segurança Cibernética, desenvolvendo recursos humanos e de soluções tecnológicas especializadas, especialmente para as ICs, firmando parcerias com entidades governamentais.

Ao compreender os princípios básicos da segurança cibernética, é possível se construir um ambiente digital mais seguro, protegendo não apenas nossos próprios dados, mas também contribuindo para a segurança geral da comunidade online.

Este projeto destaca o vibrante ecossistema do PTI, que integra universidades, startups e empresas, fomentando inovação e gerando riqueza para a sociedade.

Imprensa PTI 


Compartilhar