TRAGÉDIA | INTERIOR Psicóloga do DETRAN/MS morre atropelada na frente de casa em MS

5 de abril de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

“Atropelou a minha princesa… cara ainda estava embriagado”, disse o pai que viu a filha morrer na frente de casa

Por TERO QUEIROZ – 04/04/22 às 09H17 atualizado em 04/04/22 às 09H57

Natalia Lima Parron, de 32 anos. Foto: Redes

Psicóloga Perita Examinadora no Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (DETRAN/MS), Natalia Lima Parron, de 32 anos, morreu às 1h30 do domingo (3.abr.22), após ser atropelada às 18h sábado (2.abr.22), quando atravessava a Rua Eurides de Mattos Pedroso, no Bairro Cidade Jardim, em frente a casa onde morava em Dourados (MS). Um homem de 34 anos, que conduzia uma moto CB500 foi detido por populares, acusado de ser o autor do atropelamento. Ele, porém, teve o nome preservado.

“Apaixonada por livros, café e psicanálise”, era como a jovem se autodescrevia numa rede social. Isso porque era também Pós-Graduanda em Psicanálise. 

Após ser atingida pela moto de alta cilindrada, Parron foi socorrida em estado grave para o Hospital da Vida, ficou na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu aos ferimentos.

O suspeito fez teste do bafômetro, que apontou que havia 0,04 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões. Essa quantidade de álcool apontada pelo teste de bafômetro não é considerada como crime de trânsito, conforme o Código de Trânsito Brasileiro, e sim infração. Neste caso, o motociclista é multado e perde pontos na habilitação.

Segundo a Polícia Civil, o motociclista irá responder por homicídio culposo — quando não há intenção de matar — na direção de veículo automotor.

No Facebook, o pai da jovem, José Laércio Garcia Parron, denunciou que o moticilista estava em alta velocidade: “Meus Deus não dá para acreditar que você se foi assim tão de repente, hoje está sendo muito difícil, ao atravessar a rua de sua casa, não percebeu uma moto em altíssima velocidade atropelou a minha princesa, o cara ainda estava embriagado, uma pancada tão violenta, que tirou a vida dela, com apenas 32 anos de vida, estava no auge de sua carreira (Psicóloga), credenciada pelo Detran, hoje ela estava muito feliz (sábado) foi atropelada as 18:00 horas, vindo a falecer às 01:30 hrs de hoje, meu Deus, vai ser difícil viver sem você, o meu Deus porque isso, te amarei eternamente, descanse em paz meu amor”. 

PESAR 

A Câmara Municipal de Naviraí por intermédio do Presidente Vereador Ederson Dutra e os demais vereadores, externa os mais profundos e sinceros votos de pesar pelo falecimento da Jovem Psicóloga, Natalia Lima Parron. Os nossos pêsames a toda família por está terrível perda e muita força para superar este momento de dor. Que o senhor Jesus conforte o coração de todos.

MS Notícias


Compartilhar