Troncos de contenção têm importante papel na produção de carne de qualidade

30 de junho de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Foto: Tronco de contenção com laterais anatômicas, parte essencial do equipamento para a imobilização no processo de ultrassonografia

Detentor do maior rebanho bovino comercial e segundo maior rebanho bovino do mundo (USDA, 2022) e responsável por 17% da produção mundial de carne bovina, segundo Centro de Inteligência da Carne Bovina, da Embrapa Gado de Corte, a pecuária nacional busca periodicamente novas tecnologias para, além de produzir quantidade, levar carne de qualidade para os consumidores do Brasil e do mundo.

Várias práticas participam desse processo. É o caso da ultrassonografia para avaliação de características de carcaças, cada vez mais utilizada nas fazendas pecuárias do país, pois permite a predição de características de carcaça de importância econômica para seleção de animais, como Área de Olho de Lombo (AOL), Espessura de Gordura Subcutânea (EGS) e Marmoreio (MAR), fatores que elevam a qualidade da carne.

“A tecnologia nos traz a possibilidade de mapear objetivamente os animais que se destacam em sua safra. Identificando os indivíduos contemporâneos superiores, podemos multiplicá-los, pois sua genética se sobressai à dos demais. Consequentemente, podemos melhorar a qualidade de carcaça do rebanho”, afirma Liliane Suguisawa, diretora na DGT Brasil, empresa que foca sua atuação na padronização de carcaças comerciais e melhoramento genético por meio de softwares e tecnologias de última geração.

A análise envolve imagens geradas pelo ultrassom, que observa as características presentes entre a 11ª e a 13ª costela. Para o sucesso do procedimento, o animal precisa estar imobilizado. “A avaliação é única na vida do animal e feita durante a fase do sobreano.

Todas as avaliações individuais são baseadas nas nove imagens coletadas do ultrassom. Por isso, sem o tronco de contenção para manter o animal imóvel e tranquilo é praticamente impossível empregar esta importante tecnologia nas fazendas. Sem o equipamento adequado, o animal pode ficar inquieto, o que prejudica a qualidade das imagens”, explica a diretora da DGT Brasil.

Líder no mercado de troncos de contenção e balanças para pecuária, a Coimma colabora com seus principais equipamentos de manejo para a realização com sucesso da ultrassonografia de carcaça.

A empresa oferece seis tipos de equipamentos de contenção, desenvolvidos com tecnologias para gerar conforto aos animais e eficiência em diversas atividades. São eles Megatron, Convencional Plus, Americano, Sertanejo e a nova linha Robust Plus, nas modularidades Convencional e Americano.

O Robust Plus Americano, foi lançado pela COIMMA no final de 2021 e possui, dentre outros diferenciais, laterais anatômicas.

Localizadas no compartimento central, são quadros retangulares que se fecham de baixo para cima, em ambos os lados, constituídos de Polietileno, material que possui equivalência com as madeiras naturais, e são muito mais resistentes do que os materiais de Polipropileno, favorecendo a contenção completa do gado e os mantendo em conforto e bem-estar.

Irvin Dias
 (+55) 11 3039-4100 (+55) 11 94634-1747
 www.textoassessoria.com.br     irvin@textoassessoria.com.br


Compartilhar