“Nós vamos rever os valores cobrados pelo Fundersul”, garante Marquinhos em compromisso com setor agro

“Nós vamos rever os valores cobrados pelo Fundersul”, garante Marquinhos em compromisso com setor agro

3 de setembro de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Com a proposta de revisar os valores absurdos cobrados dos produtores rurais pelo Fundersul, o candidato ao Governo de Mato Grosso do Sul pelo PSD Marquinhos Trad, reafirmou sua proposta de revisão da alíquota cobradas atualmente que durante o atual governo teve acréscimo de até 72% na cobrança na pecuária e 50% na agricultura. 

“Diferente do que querem criminosamente imputar a mim, numa política de ódio e que só pensa no próprio umbigo, aqui não tem fake news não. Aqui nós vamos rever  as alíquotas e tornaremos a destinação dos recursos mais transparente e condicionada à participação da sociedade civil. Esse é um compromisso feito no nosso plano de Governo”, afirmou Marquinhos.

 O Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul) é um imposto que foi criado para melhorar as estradas de nosso estado e hoje enfrenta graves distorções.

“Nós revisaremos tudo isso. Nós vamos implementar políticas e incentivos fiscais para estimular o desenvolvimento regional e a industrialização das matérias-primas produzidas no estado, visando a desburocratização, a garantia da segurança jurídica e impessoalidade, com regras claras e equânimes. Sem dar incentivos fiscais só para os amigos, como fazem e depois viram escândalo nacional”. 

Marquinhos afirma que com essas ações será possível fomentar cadeias produtivas completas. “Vamos estimular a produção, industrialização e comercialização em nosso estado, gerando maior valor agregado aos produtos primários, ganhos de competitividade e renda”, enumerou. 

E a agricultura familiar também tem papel de destaque. “Vamos apoiar, especialmente nas atividades ligadas à agricultura familiar como os hortifrutigranjeiros, quem produz leite, produz mandioca, vive da terra. A população que vive e trabalha no campo carrega a essência do que é ser sul-mato-grossense: o amor à terra, o orgulho do trabalho, o sentimento de comunidade e a fé no futuro. Precisamos valorizar a nossa agropecuária de pequeno e médio porte com um olhar especial para essas populações e seus desafios diários”, lembrou.

Marquinhos Trad


Compartilhar