PMA de Campo Grande e Miranda fiscalizam 46 embarcações e 131 pescadores no rio Miranda, apreendem petrechos ilegais e acompanham pescador soltar peixe acima da medida

PMA de Campo Grande e Miranda fiscalizam 46 embarcações e 131 pescadores no rio Miranda, apreendem petrechos ilegais e acompanham pescador soltar peixe acima da medida

6 de agosto de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Campo Grande (MS) – Devido levantamentos de grande quantidade de pescadores no rio Miranda realizada pelo Setor de Inteligência da PMA e, com isso, o risco de pesca no rio Salobra onde a pesca é proibida, equipes da Polícia Militar Ambiental de Campo Grande e Miranda, que trabalham na operação Pesca Legal realizam fiscalização em ambos os rios e afluentes desde à manhã de ontem e continuam hoje (9) em orientação aos pescadores e prevenção à pesca predatória.

Durante os trabalhos, a PMA fiscalizou pesqueiros, 46 embarcações de pescadores desenvolvendo pesca amadora e profissional, bem como pessoas que pescavam no barrando do rio, em um total de 131 pessoas até o momento e todos pescavam legalmente. Durante abordagem a uma das embarcações, um pescador acabava de capturar um peixe da espécie pintado com mais de 125 centímetros e, portanto, acima do tamanho máximo permitido para o abate. A equipe acompanhou a emoção final da captura pelo pescador e o acompanhou na soltura do peixe.

Petrechos Proibidos

Um dos principais propósitos da fiscalização preventiva à pesca predatória é a retirada de petrechos ilegais com alto poder de depredação de cardumes, que infelizmente ainda são armados por pescadores inescrupulosos. Até o momento da fiscalização na região, a PMA já retirou do rio Miranda e apreendeu 57 anzóis de galho e dois espinheis (cordas) com 15 anzóis cada (petrechos ilegais), alguns nas proximidades da foz do rio Salobra. Os infratores que armaram os petrechos ilegais não foram localizados e nem identificados.

Esses trabalhos preventivos são fundamentais, tanto para evitar que pessoas pratiquem a pesca predatória, bem como realizar a retirada desses petrechos ilegais que são armados nos cursos d’água, petrechos estes, que têm alto poder de degradação de cardumes.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS – (Contato – TENENTE CORONEL EDNILSON PAULINO QUEIROZ) tel. – 3357-1500

Fotos: PMA/MS


Compartilhar